Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Você está aqui: Página Inicial / Singespa / Conheça o Singespa / Objetivos
publicado 06/04/2017 14:18, modificado 24/05/2018 14:32

Objetivos

publicado 06/04/2017 14:18, modificado 24/05/2018 14:32

O Singespa tem o objetivo de promover:

  1. o diálogo, o intercâmbio pessoal e profissional e a troca de experiências entre os juízes de primeira instância do Tribunal; 
  2. a participação efetiva da primeira instância na gestão judiciária e na administração da justiça no âmbito do TRT3; 
  3. a formulação coletiva de políticas jurisdicionais voltadas para o aprimoramento da prestação jurisdicional inspiradas nos princípios da duração razoável do processo e do julgamento justo; 
  4. a formulação de diagnósticos pertinentes e realistas das necessidades e demandas da 1ª. Instância, consideradas as especificidades regionais e locais, como subsídios à formulação do planejamento estratégico do Tribunal; 
  5. a participação dos juízes da primeira instância na elaboração do planejamento estratégico do Tribunal; 
  6. a participação dos juízes da primeira instância na administração gestão judiciária e na administração da justiça no âmbito do Tribunal por meio de proposições coletivamente elaboradas e aprovadas; 
  7. a formulação de programas de formação continuada sob responsabilidade da Escola Judicial voltados para as realidades de demandas regionais tendo em vista as políticas jurisdicionais coletivamente conformadas pelos juízes da primeira instância; 
  8. a integração regional dos juízes de primeira instância para a formulação de políticas jurisdicionais regionais e ações conjuntas voltadas para a busca da eficácia, eficiência e efetividade da prestação jurisdicional em suas múltiplas dimensões.

 

A importância do Projeto Singespa do TRT3 foi reconhecida internacionalmente, no VIII Seminário Internacional de Gestão Judicial - Planejamento Estratégico e Tecnológico Frente ao Novo Perfil das Demandas Contemporâneas, tendo sido selecionada pelo The Justice Studies Center of the Américas (JSCA-CEJA), órgão da Organização dos Estados Americanos (OEA), e pelo Conselho Nacional de Justiça, entre os quase cem projetos e experiências de 16 países como uma das seis experiências de Gestão Judiciária de maior destaque.