CNJ lança Sistema Nacional de Videoconferência

publicado 05/11/2015 12:46, modificado 05/11/2015 14:46

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) desenvolveu o Sistema Nacional de Videoconferência com o objetivo de proporcionar maior facilidade, agilidade e eficiência na rotina de trabalho dos magistrados brasileiros. A iniciativa trata-se de uma experiência piloto que, se aprovada, poderá ser tornada definitiva e disponibilizada para todos os tribunais brasileiros.

Atualmente, os tribunais utilizam o recurso de videoconferência por intermédio da chamada Infovia do Judiciário. Essa tecnologia utiliza-se de linhas de comunicação dedicadas e atualmente conectam as sedes dos tribunais entre si. A expansão do uso da referida rede para todos os foros não se mostra executável em curto espaço do tempo, pelo custo e complexidade.

O projeto pretende testar um sistema piloto que utiliza comunicação de áudio e imagem via rede mundial de computadores, na mesma direção de conhecidos sistemas oferecidos por grupos privados. O diferencial reside no controle que o Judiciário possui da tecnologia e da segurança no tráfego da informação, pois a utilização de soluções privadas, para os fins previstos nas disposições normativas mencionadas, pode não se mostrar uma opção viável.

Para mais informações clique aqui.

Visualizações: