Congresso no Chile debate harmonização das ações tecnológicas e humanas no Judiciário

publicado 25/11/2008 13:18, modificado 25/11/2008 15:18

O II Congresso Ibero-Americano sobre Cooperação Judicial: Justiça Digital , realizado em Santiago do Chile, de 3 a 6 de novembro deste ano, recebeu o apoio institucional do Tribunal Regional do Trabalho da Terceira Região.

O evento é patrocinado pela Rede Latino-Americana de Juízes – REDLAJ, com o apoio da Associação dos Magistrados Brasileiros – AMB, Escola Nacional da Magistratura – ENM e do Conselho Nacional da Justiça – CNJ.

Os participantes firmaram “o compromisso de gerar atividades concretas em torno da harmonização e melhoramento dos meios tecnológicos que se empregam no âmbito das justiças nacional e internacional, assim como propiciar mecanismos que permitam que aqueles países que não têm os meios necessários contem pelo menos com ferramentas que possibilitem superar suas dificuldades imediatas. Ao mesmo tempo, conclamam os juízes e operadores do sistema a ter uma visão ampla e compreensiva de ações tanto tecnológicas quanto humanas, para construir uma justiça eficiente e próxima da comunidade.” (Carta de Santiago do Chile)

Participaram do congresso magistrados das mais variadas esferas judiciais, destacando-se o ministro Gilson Dipp, membro do Conselho Nacional da Justiça – CNJ, os presidentes das Supremas Cortes do Chile, Costa Rica, Uruguai, Peru, Bolívia, Colômbia, que atuaram como conferencistas.

Com o fenômeno da globalização, potencializado com a internet, há evidente necessidade de aprimoramento dos processos de cooperação judicial entre os países. Para auxiliar nesse processo de integração e cooperação judicial, surgiu a Rede Latino-Americana de Juízes – REDLAJ, que congrega juízes e magistrados de dezoito países da América do Sul, América Central, México e Caribe.

A próxima edição do Congresso Ibero-Americano sobre Cooperação Judicial será realizado em Fortaleza, no Ceará, em novembro de 2009. Os interessados poderão ter acesso à informações dos congressos de Barcelona, de Santiago ou de Fortaleza no site www.redlaj.org , disponibilizado em versões em português e espanhol. Juízes interessados poderão associar-se à REDLAJ através do mesmo site.

Visualizações: