Maurício Godinho Delgado é escolhido ministro do TST

publicado 04/10/2007 10:19, modificado 04/10/2007 13:19

O desembargador Maurício Godinho Delgado, do TRT de Minas, é um dos três nomes escolhidos pelo Presidente da República para ocupar vaga de ministro do TST. Ocuparão as outras duas vagas os desembargadores Walmir Oliveira Costa do TRT da 8ª Região, Pará/Amapá, e Márcio Eurico Vitral Amaro, da 24ª Região – Mato Grosso do Sul. A mensagem assinada hoje, 4 de outubro, pela manhã, pelo presidente Luís Inácio Lula da Silva, será encaminhada para apreciação do Senado Federal e deve ser publicada no Diário Oficial da União de amanhã. Estas são as últimas das dez vagas criadas para o TST pela Emenda Constitucional nº 45 que trata da Reforma do Judiciário.

Maurício Godinho ingressou na magistratura trabalhista em 1989, por concurso público, tendo sido promovido em 1990 a Juiz do Trabalho Presidente de Junta de Conciliação e Julgamento. Presidiu as JCJ de Governador Valadares, Varginha, Itabira, 2ª de Contagem e as 1ª e 31ª de Belo Horizonte. Em 2004, ascendeu, por merecimento, ao cargo de Juiz do Tribunal onde preside a 1ª Turma.

Visualizações: