Servidor da Escola Judicial faz palestra sobre regulação do trabalho no Brasil

publicado 02/02/2012 15:06, modificado 02/02/2012 17:06

Estagiários de Direito e História da UFMG e PUC/MG, que participam do projeto de catalogação e disponibilização do acervo de processo históricos de 1940 a 1980, assistiram nessa terça (31), na Sala Multimeios da Escola Judicial do TRT, à palestra do servidor Rubens Goyatá Campante sobre o tema "A formação da regulação do trabalho no Brasil".

Para o palestrante (1º à dir. na foto), que trabalha no Centro de Memória, vinculado à Escola Judicial, o objetivo foi mostrar aos estagiários o contexto político, social e jurídico no qual se deu a formação da regulação do trabalho no Brasil, bem como as raízes mais profundas da Justiça do Trabalho e avaliar sua contribuição para que o Direito do Trabalho cumpra, no Brasil, o que o ministro Maurício Godinho Delgado, do TST, define como "sua função civilizadora crucial: a melhoria das condições de pactuação da força de trabalho".

Para Bruno Morais, estagiário de História da UFMG "a palestra foi bem exposta e foi de grande valor para uma melhor compreensão do contexto histórico nacional e internacional e da ambientação política na qual foram consolidadas as primeiras conquistas trabalhistas de grande impacto no Brasil".

Já Alexandre Ferrer Silva Pereira, estudante de Direito da PUC/MG ressaltou que a palestra mostrou de forma clara e objetiva como o trabalho era visto no início do Século XX e quais fatores, dentro da sociedade e da política influenciaram a criação da Justiça do Trabalho e do Direito do Trabalho.

Servidor da Escola Judicial faz palestra sobre regulação do trabalho no Brasil (imagem 1)
Rubens teve artigo seu sobre o tema publicado na edição comemorativa dos 70 Anos da Justiça do Trabalho da Revista nº 82 do TRT-MG (Foto Túlio Manoel)

Visualizações:

Seção de Imprensa imprensa [arroba] trt3.jus.br