Visita ao Mineirão prepara ato público pelo trabalho seguro

publicado 11/05/2012 11:20, modificado 11/05/2012 14:20

Dentro dos preparativos para realização do Ato Público pelo Trabalho Seguro na Construção Civil, a ser realizado no Mineirão, no dia 22 de junho, foi realizada nesta sexta-feira, dia 11, uma visita às obras do estádio.

Compareceram os gestores regionais do Programa Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho, desembargador Anemar Pereira Amaral e o juiz Eduardo Aurélio Pereira Ferri, titular da 8ª Vara do Trabalho de BH, e o gerente do programa, Paulo Haddad, assessor da Presidência do TRT, juntamente com representantes de entidades que apoiam o projeto em Minas.

Presentes também representantes dos parceiros na realização do Ato Público: Sesi/Fiemg, Sicepot - Sindicato da Indústria da Construção Pesada de MG, Sinduscon _ Sindicato da Indústria da Construção Civil de MG e Siticop - Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Pesada.

De acordo com o desembargador do TRT-MG, Anemar Amaral, o ato pretende reunir cerca de 3 mil trabalhadores e representantes do setor de construção civil, com o objetivo de chamar a atenção da sociedade para a importância de se cumprir as normas de segurança no trabalho para evitar danos à vida e à saúde dos trabalhadores envolvidos nas muitas obras preparativas para a copa do mundo em 2014 no Brasil.

As obras no estádio estão agora a cargo da Empresa Minas Arena, responsável por gerenciar o financiamento e a execução das obras por meio de contrato de parceria público privada. Quem gerencia a parceira é a Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo - Secopa. De acordo com Severiano Braga, gerente de operações da Minas Arena, 58% dos trabalhos no estádio já foram concluídos e agora eles realizam a 3ª etapa da obra. O trabalho envolve 2.200 operários e a previsão de término é até o final deste ano.

O programa Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho - Trabalho Seguro - é uma iniciativa do TST e do CSJT, e em Minas, a gerência regional dos trabalhos fica por conta do Comitê gestor, composto pela Justiça do Trabalho, Ministério Público do Trabalho, Ministério do Trabalho e Emprego, Advocacia Geral da União e Instituto Nacional da Seguridade Social - INSS. Lucineide Pimentel - Fotos: Leonardo Andrade

Visita ao Mineirão prepara ato público pelo trabalho seguro (imagem 1)

Visualizações: