Você está aqui: Início / Notícias / Comunicação / Notícias Institucionais / Importadas: 2013 a 2014 / Projeto em prol de Qualidade de Vida no Trabalho terá abordagem contra-hegemônica

Projeto em prol de Qualidade de Vida no Trabalho terá abordagem contra-hegemônica

publicado 04/04/2013 17:00, modificado 04/04/2013 20:00
Projeto em prol de Qualidade de Vida no Trabalho terá abordagem contra-hegemônica (imagem 1)
Foto Madson Morais

O responsável pela implementação do Programa de Qualidade de Vida no Trabalho (IA-QVT) no TRT, Mário César Ferreira, apresentou à administração do tribunal e a diversos desembargadores, nesta quinta-feira, 4, as características e os enfoques que pretende desenvolver. A apresentação para o conjunto dos servidores e colaboradores do tribunal será através de uma palestra que acontecerá nesta sexta-feira, conforme informações de artigo que pode ser acessado clicando aqui .

O projeto se inicia com uma fase de diagnóstico da situação, através de pesquisa que deve contar com a participação de todos os segmentos que trabalham no tribunal. A análise dos resultados será a base para debater e implementar políticas que visem aprimorar a qualidade de vida de magistrados, servidores e colaboradores da casa. Para mais informações, clique aqui .

Coordenador do Grupo de Estudo em Ergonomia Aplicada ao Setor Público (Ergopublic) da UNB, Mário Ferreira aproveitou para elogiar a administração do TRT-MG pelo papel que está cumprindo numa "perspectiva de vanguarda", ao investir no projeto. Ele afirmou que a temática da qualidade de vida no trabalho tem assumido um caráter muito atual, devido à reestruturação produtiva adotada, principalmente, a partir da década de 90.

Ferreira criticou, durante a apresentação, o enfoque hegemônico dado pelas organizações privadas para a questão da qualidade de vida. Para ele, esse tipo de enfoque se baseia em receitas que atuam "como um ofurô, ou tina oriental", onde a pessoa sai mais relaxada depois de 50 minutos de terapia, mas depois retorna ao mesmo ambiente de trabalho estressante. Com a experiência de quem já pesquisou a opinião de mais de 8 mil pessoas em diversos órgãos públicos, Ferreira afirma que o trabalhador tem uma visão diferente do que é qualidade de vida, visão esta que, de forma simplificada, poderia ser traduzida assim: "chegar feliz e sair feliz do trabalho."

A presidente do TRT, desembargadora Deoclecia Amorelli Dias, abriu o evento falando das diversas fases do projeto, da importância da participação de todos e da confiabilidade que tem o trabalho da UNB. Geraldo Diniz, diretor de saúde do tribunal, ressaltou o enfoque dado pela atual gestão para o investimento em prevenção, citando a criação do Departamento de Saúde Ocupacional. Ele elogiou o excelente serviço oferecido na área de tratamento médico e odontológico, mas afirmou que isso não é suficiente: "tratar somente não adianta".

Além dos já citados, também se fizeram presentes ao evento a presidente da Amatra3, juíza Jacqueline Prado Casagrande; a juíza auxiliar da Presidência, Olívia Figueiredo Pinto Coelho, o secretário-geral da presidência, Eliel Negromonte Filho; o diretor-geral, Guilherme Augusto de Araújo; o assessor-chefe da presidência, Sergio Murilo Ribeiro dos Santos, o também assessor da presidência, Paulo Haddad; a diretora de recursos humanos, Maria Beatriz Abreu Rodrigues de Sousa, e Carlos Athayde Valadares Viegas, diretor de coordenação administrativa. (David Landau)

Visualizações:

Pesquisar

Pesquisa de notícias.

/ /  
/ /