Administração do TRT de Minas acompanha Ministro do TST ao Museu de Artes e Ofícios

publicado 29/05/2006 21:00, modificado 30/05/2006 00:00

Angela Gutierrez, Juiz Tarcísio Alberto Giboski, Ministro José Luciano de Castilho Pereira, juízes Paulo Roberto Sifuentes Costa, José Miguel de Campos e Maria Laura Franco Lima de Faria

Os juízes do TRT da 3ª Região Tarcísio Alberto Giboski, Presidente; Maria Laura Franco Lima de Faria, Vice-Presidente Judicial; José Miguel de Campos, Vice-Presidente Administrativo e Paulo Roberto Sifuentes Costa, Corregedor, acompanharam, nesta segunda-feira, dia 29, o Ministro do TST José Luciano de Castilho Pereira, Corregedor-Geral da Justiça do Trabalho, em visita ao Museu de Artes e Ofícios (MAO), situado na Praça da Estação, em Belo Horizonte.

Os magistrados foram recebidos pela curadora do Museu, Angela Gutierrez e sua equipe que com eles percorreram os diversos salões do MAO detalhando o acervo composto por 2.200 peças do século XVIII ao XX, de diversas regiões do país.

O acervo, único em seu gênero, compreende ferramentas, utensílios e equipamentos que constituem um painel significativo da história do trabalho do Brasil no período pré-  industrial. Entre as principais áreas temáticas estão os ofícios dos ambulantes, da madeira, da cerâmica, da lapidação e ourivesaria, do comércio, da mineração, do couro e da terra. Entre as categorias estão: açougue, alambique, barbearia, carpintaria, comércio, cozinha, dentista, fundição, olaria, queijaria, tecelagem e outras profissões.

A visita despertou grande interesse nos magistrados que viram em cada objeto os fazeres, as artes e os ofícios que deram origem a muitas das profissões contemporâneas.

Para Angela Gutierrez, a força do Museu está, principalmente, no conjunto do seu acervo ao promover o encontro do trabalhador consigo mesmo, com a sua história e com o seu tempo.

Visualizações: