Sindicatos do setor de saúde ajuízam dissídio coletivo

publicado 30/03/2006 21:00, modificado 31/03/2006 00:00

A vice-presidente judicial do TRT Maria Laura Franco Lima de Faria, juíza instrutora de dissídios coletivos, designou para o dia 4 de abril a audiência de conciliação e instrução entre oito sindicatos de trabalhadores em estabelecimentos de saúde do estado e o Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Casas de Saúde do Estado de Minas Gerais. O dissídio coletivo ajuizado pelos sindicatos dos trabalhadores tem por objetivo a revisão dos índices de recomposição salarial e o aumento real que, segundo a petição inicial, constam da 2ª cláusula de sentença normativa proferida pelo TRT em 2005.

Os sindicatos que ajuízaram o dissídio coletivo são:

  1. SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE DE CONTAGEM, BETIM E REGIÃO;
  2. SINDICATO DOS EMPREGADOS EM CASAS E POSTOS DE SAÚDE E TRABALHADORES AFINS DE ALMENARA E REGIÃO;
  3. SINDICATO DOS TRABALHADORES EM HOSPITAIS, CLÍNICAS, CASAS DE SAÚDE E ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE NO ESTADO DE MINAS GERAIS;
  4. SINDICATO DOS TRABALHADORES DOS ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇO DE SAÚDE HOSPITALARES, LABORATÓRIOS E DE CONSULTÓRIOS MÉDICOS E ODONTOLÓGICOS E SERVIÇOS SIMILARES DE VIÇOSA E TEIXEIRA;
  5. SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS DE SAÚDE DE UBERABA;
  6. SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇO DE SAÚDE DE UBERLÂNDIA E COMARCA;
  7. SINDICATO DOS TRABALHADORES NA ÁREA DE SAÚDE DE ITUIUTABA E COMARCA;
  8. SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE DE CATAGUASES, LEOPOLDINA, MIRAÍ, ASTOLFO DUTRA E UBÁ.

Visualizações: