Você está aqui: Início / Notícias / Comunicação / Notícias Institucionais / Notícias 2017 / Julho / Vale e sindicato chegam a acordo para readmitir 24 trabalhadores

Vale e sindicato chegam a acordo para readmitir 24 trabalhadores

publicado 30/06/2017 16:04, modificado 21/10/2018 10:54

720x654_2017_0630_Sejusc2_Vale_LA.jpg

A Vale Manganês S.A. e o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas Mecânicas e Material Elétrico de São Julião chegaram a um acordo, na manhã desta sexta-feira (30), na Central de Conciliação de 2º Grau do TRT-MG. As negociações começaram após a demissão de 54 trabalhadores, em maio de 2016, com o encerramento das atividades da Vale em Ouro Preto.

Após assembleia na última quarta-feira (28), o sindicato resolveu aceitar os termos do acordo. A empresa havia proposto, há uma semana, um acordo em que se comprometia a recontratar 24 trabalhadores, no prazo de 45 dias, com uma cláusula de que, caso algum deles fosse demitido, sem justa causa, no período de 12 meses após a admissão, além da indenização legal, receberia outra complementar no valor de oito vezes seu último salário. A Vale, a título de indenização e honorários assistenciais, ofereceu um total de R$ 1.418.771,60.

Também foi garantida a manutenção da assistência médica aos dispensados, pelo período de 12 meses, nos mesmos moldes previstos no acordo coletivo de trabalho. O cumprimento do acordo está condicionado à homologação pelo sindicato das 54 rescisões de contratos de trabalho, inclusive as pendentes, referentes a diretores sindicais, com consequente reconhecimento de validade jurídica das rescisões contratuais e quitação ampla pelos objetos de pedidos da ação.

A proposta transcende a do Ministério Público e foi aprovada com 95% de aprovação na assembleia”, disse Roberto de Carvalho, um dos diretores do sindicato. Durante o acordo, que foi comandado pelo juiz Ricardo Marcelo Silva e pelo desembargador Ricardo Antônio Mohallem, a única preocupação colocada pelos diretores do sindicato foi que os trabalhadores fossem enviados para prestar serviço em locais distantes. Oficialmente, a Vale afirmou, por meio de nota, que “detalhes sobre alocação dos empregados estão sendo finalizados e serão informados oportunamente”. Também disse que “A Vale Manganês acredita que o diálogo é o melhor caminho para dirimir divergências e traz sempre um resultado satisfatório para ambas as partes envolvidas, conforme se verifica no presente acordo, conduzido de forma isenta e habilidosa pelo núcleo de conciliação do TRT”. (Foto: Leonardo Andrade)

 

Visualizações:

Pesquisar

Pesquisa de notícias.

/ /  
/ /