Você está aqui: Início / Notícias / Comunicação / Notícias Institucionais / Notícias 2017 / Setembro / Banco consegue acordo de mais de R$ 2 milhões no TRT

Banco consegue acordo de mais de R$ 2 milhões no TRT

publicado 20/09/2017 18:29, modificado 20/09/2017 18:29

Cejusc1Grau.jpg
As conciliadoras Lisana Hildegard (sentada, ao centro), Liliane Dornelas e Maria Carolina Silva (segunda e terceira em pé, à direita), com os advogados do banco

O Itaú Unibanco conseguiu, por intermédio do TRT-MG, celebrar 11 acordos nos quais pagou um valor total de mais de R$ 2 milhões aos reclamantes, em processos trabalhistas na fase de conhecimento. As audiências aconteceram nas manhãs dos dias 14 e 15 de setembro, no Centro Judiciário de Métodos Consensuais de Solução de Disputas (Cejusc) de 1º Grau.

A iniciativa partiu do jurídico interno do banco, com sede em São Paulo, que buscou o Cejusc para agendar as audiências, já que os advogados da empresa viriam da capital paulista especialmente para isso. Assim, o Cejusc separou três conciliadoras da unidade para atenderem unicamente a esse pedido.

De acordo com a coordenadora do Cejusc de 1º Grau, juíza Stella Fiúza Cançado, a unidade está à disposição das pequenas e grandes empresas para envio de listagens de processos em que haja intuito de apresentação de propostas de acordo, inclusive com a possibilidade de sugestão de datas para realização das audiências. "Nesses casos, as audiências são realizadas em sequência, de forma a facilitar a vida dos advogados, que, num mesmo dia, podem tentar a solução consensual em diversos processos”, explica.

A advogada do Itaú Unibanco Nathália Roldan dos Santos elogiou a atuação do Tribunal. “Para nós, conciliar é a forma mais sustentável e harmoniosa de solucionar conflitos, e enxergamos os centros de conciliação do TRT-MG como canais fundamentais para incentivar e viabilizar a prática da composição amigável. Esperamos que seja a primeira de muitas oportunidades como essa", disse.

Semana de Execução

Durante esta semana, muitos acordos estão sendo realizados em várias unidades do TRT-MG em todo o estado, em virtude da 7ª edição da Semana Nacional da Execução Trabalhista, promovida pelo Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) em todo o país, entre os dias 18 e 22 de setembro. O mutirão visa dar fim a processos trabalhistas e garantir a efetividade do pagamento a trabalhadores nos processos em fase de execução.

No ano passado, o TRT-MG celebrou 1.850 conciliações no valor total de R$ 63.430.624,30, somente durante a Semana Nacional de Execução Trabalhista. Esse valor foi alcançado por meio de todas as varas, centrais de conciliação, Secretaria de Execuções e Núcleo de Pesquisa Patrimonial e representou 12,06% do total de acordos realizados pelos 24 TRTs do país, segundo o site do TST.

Visualizações:

Pesquisar

Pesquisa de notícias.

/ /  
/ /