Novo sistema de Assistência Judiciária dará segurança aos jurisdicionados quanto à atuação de peritos na JT

publicado 05/02/2020 17:22, modificado 06/02/2020 17:29

O ministro Brito Pereira, presidente do TST e CSJT, comentou, na manhã desta quarta-feira (5), durante 1ª Reunião Ordinária do Coleprecor, sobre o recente lançamento do projeto-piloto do Sistema de Assistência Judiciária da Justiça do Trabalho (AJ-JT), que aconteceu no TRT-MG. Peritos, intérpretes e tradutores deverão se cadastrar no sistema para atuar judicialmente. Para o ministro, o sistema dará segurança aos jurisdicionados e especialmente aos juízes na escolha dos peritos que previamente tiveram sua documentação analisada.

A Reunião Ordinária se inicia sob coordenação da gestão 2020, composta pelos desembargadores Paulo Pimenta (TRT-18), presidente do Colégio; Leonardo Trajano (TRT-13), vice-presidente; e Gisela Rodrigues (TRT-15), secretária-geral. A abertura do evento foi realizada pelo ministro Brito Pereira, presidente do TST e CSJT, que agradeceu o apoio da entidade à administração do TST e enalteceu os encontros do Coleprecor, “um grande fórum de discussões”, disse. O ministro fez questão, ainda, de agradecer a todos os Regionais pela migração dos portais para o modelo unificado, anunciando que uma nova versão do modelo acaba de ser disponibilizada.

Homenagem

No início da Reunião, os presentes realizaram um minuto de silêncio em homenagem ao juiz João Roberto Borges, do TRT-MG, que faleceu na última segunda (3). O presidente do Coleprecor expressou grande pesar pela perda e manifestou, em nome de todos os membros do Colégio, solidariedade ao Tribunal e familiares do magistrado, anunciando o envio de um ofício de pesar ao Regional mineiro.

Fonte: Imprensa/Coleprecor

Visualizações: