Jornada fala sobre o que mudou na CLT com a nova Lei da Adoção

publicado 05/02/2018 13:42, modificado 05/02/2018 13:42

A empregada gestante tem os direitos trabalhistas assegurados desde a gravidez até seis meses após o nascimento do filho. Esses direitos estão previstos na Consolidação das Leis do Trabalho – CLT e vão desde a licença de 120 dias até pausas para amamentar e a garantia de emprego por até 5 meses após o parto. Mas, e as empregadas que adotam crianças ou adolescentes? Elas têm as mesmas garantias previstas em lei? Na reportagem especial do Jornada dessa semana vamos falar sobre os direitos trabalhistas para quem adota que foram modificados a partir da sanção da nova Lei da Adoção (Lei 15.509).

No quadro Saúde e Segurança no Trabalho o assunto é transtorno alimentar. Vamos mostrar quais são os tipos de doenças ligadas à alimentação e como tratá-las. Em Salvador, Bahia, pesquisa que revela uma participação ainda pequena de negros no mercado de trabalho qualificado. E no quadro Trabalha Brasil a rotina de um profissional que atua em uma área bastante específica: o mestre cervejeiro.

Jornada é exibido pela TV Justiça às segundas-feiras, às 19h30, com reapresentações às terças-feiras, às 07h, quartas-feiras, às 19h30, quintas-feiras, às 07h e sábados e domingos, às 06h. Todas as edições também podem ser assistidas pelo canal do TST no Youtube.

(Fonte: Informações do TST) 

Visualizações:

Seção de Imprensa imprensa [arroba] trt3.jus.br