Acordo em ação civil pública possibilita a construção do Centro Tecnológico do Trabalhador em Iturama

publicado 24/04/2015 07:10, modificado 24/04/2015 10:10

Em audiência de tentativa de conciliação da Ação Civil Pública ajuizada pelo Ministério Público do Trabalho de Uberlândia em face da S.A. Usina Coruripe Açúcar e Álcool, realizada no último dia 18 de março na sede da Vara do Trabalho de Iturama e presidida pelo juiz titular Alexandre Chibante Martins, foi homologado acordo no expressivo valor de R$ 1.391.448,20. Este montante será integralmente revertido para a construção do Centro Tecnológico do Trabalhador - CTT, na própria cidade de Iturama.

O município de Iturama apresentará o projeto arquitetônico, estrutural, hidrossanitário e elétrico do Centro Tecnológico do Trabalhador, incluindo memoriais descritivos, planilha orçamentária e cronograma, além da previsão de construção de dois dormitórios para utilização dos professores que ministrarão os cursos do centro. O município também apresentará o plano descritivo das atividades a serem desenvolvidas pelo centro, especialmente a destinação para uso das entidades do Sistema S, estrutura educacional mantida por organizações criadas pelos setores produtivos para oferecer cursos gratuitos em áreas importantes da indústria e comércio, e também o oferecimento de cursos para a capacitação de toda a população local.

Presentes à audiência, além do magistrado, o procurador do trabalho, Paulo Gonçalves Veloso, as prepostas do réu, Ligia Regina dos Santos e Maria Abadia de Souza Bueno, acompanhadas da advogada Vania Cristina Siviero, e o gestor de convênios da Prefeitura de Iturama, Clayton José de Oliveira. (Solange Kierulff)

Visualizações:

Seção de Imprensa imprensa [arroba] trt3.jus.br