Você está aqui: Início / Notícias / Comunicação / Notícias Institucionais / Importadas - 2015 a 2016 / Alunos da PUC participam de atividades no Laboratório de Atividades Judiciais no Centro de Memória

Alunos da PUC participam de atividades no Laboratório de Atividades Judiciais no Centro de Memória

publicado 15/04/2015 14:41, modificado 15/04/2015 17:41
Alunos da PUC participam de atividades no Laboratório de Atividades Judiciais no Centro de Memória (imagem 1)

Setenta alunos do professor Paulo Roberto Sifuentes Costa, desembargador ex-presidente do TRT3, do Curso de Direito da PUC-Minas, unidades Praça da Liberdade e Coração Eucarístico, participaram, nos dias 7 e 14 de abril, do projeto Laboratório de Atividades Judiciais da Justiça do Trabalho mineira.

O objetivo do projeto é, além de apresentar à comunidade acadêmica e à sociedade o potencial de pesquisa do acervo, composto por mais de 220 mil processos findos trabalhistas, também disponibilizar, como material didático, em cooperação com professores dos cursos de graduação e pós-graduação em Direito e em diversas áreas do conhecimento vinculadas ao mundo do trabalho, os processos trabalhistas históricos preservados na Justiça do Trabalho. Dessa forma, busca-se um contato direto dos alunos com a prática processual por meio de causas reais tramitadas e julgadas na Instituição, conciliando conhecimentos teóricos adquiridos na sala de aula com ações e demandas presentes no cotidiano dos operadores do direito.

Alunos da PUC participam de atividades no Laboratório de Atividades Judiciais no Centro de Memória (imagem 2)

Durante a visita os estudantes participaram de uma exposição sobre o Programa de Gestão Documental e Preservação da Memória na Justiça do Trabalho, apresentada pela servidora do Centro de Memória, Maria Aparecida Carvalhais Cunha, e assistiram a dois vídeos que retratam o projeto e o acervo apresentado. Dentro das atividades do Laboratório de Atividades Judiciais, pesquisaram processos das décadas de 1940 e 1960, que tiveram tramitações mais complexas, chegando às três instâncias da Justiça do Trabalho.

Segundo o professor Paulo Sifuentes, a visita ao Laboratório de Práticas Jurídicas é muito interessante e útil para os alunos, pois oferece a eles a possibilidade de aliarem a teoria aprendida na universidade com a prática, além de mostrar o trabalho que é executado nesta Justiça Especializada, seu papel social e incorporação dos mais legítimos sentidos da cidadania.

Visualizações:

Pesquisar

Pesquisa de notícias.

/ /  
/ /