Encerrada nessa sexta, no Inhotim, em Brumadinho, a 46ª Assembleia do Conematra

publicado 31/08/2015 11:11, modificado 31/08/2015 14:11
Encerrada nessa sexta, no Inhotim, em Brumadinho, a 46ª Assembleia do Conematra (imagem 1)
Desembargadores Emília Facchini e Brasilino Santos Ramos; juiz Mauro César Silva, do TRT3 e diretor acadêmico da Escola Judicial do Regional; desembargadores Evandro Pereira Valadão Lopes, da 1ª Região (RJ) e secretário do Conematra e Maria Cesarineide de Souza Lima, da 14ª Região (Rondônia e Acre) e 2ª vice-presidente do Conselho

Cercada pelas belezas naturais do Inhotim, no município de Brumadinho, instituto que abriga um complexo museológico com uma série de pavilhões e galerias com obras de arte e esculturas expostas ao ar livre, foi encerrada nessa sexta, dia 28, a 46ª Assembleia Geral Extraordinária e Reuniões de Trabalho do Conematra - Conselho Nacional das Escolas de Magistratura do Trabalho. O evento, que teve como objetivo debater projetos e diretrizes das escolas de magistratura, contou com as presenças das desembargadoras Maria Laura Franco Lima de Faria, presidente do TRT da 3ª Região (MG), e Emília Facchini, 2ª vice-presidente, ouvidora e diretora da Escola Judicial do Regional, e reuniu cerca de 60 diretores, coordenadores pedagógicos e assessores dos 24 Tribunais do Trabalho do país.

Encerrada nessa sexta, no Inhotim, em Brumadinho, a 46ª Assembleia do Conematra (imagem 2)

A desembargadora Emília Facchini, que coordenou o evento, ressaltou, na ocasião, que o Conematra apresentou palestras didáticas e pedagógicas de "altíssimo nível", direcionadas para as atividades das Escolas Judiciais e destacou o ensino a distância "que hoje buscamos aprimorar cada vez mais", além de questões como a evolução das escolas judiciais do país em comparação com as melhores escolas judiciais da Europa e dos Estados Unidos. "Nosso objetivo é melhorar cada dia mais".

Atividades

As atividades do dia começaram pela assembléia geral, que deliberou sobre vários assuntos relevantes para as escolas de magistraturas dos Tribunais do Trabalho de todo o país, além de marcar as datas para os próximos encontros, que serão realizados em novembro, em Fortaleza, em maio, em Campo Grande (MS) e fevereiro, em Goiás.

Na sequência, o juiz do TRT da 6ª Região (PE), Rodrigo Samico, fez uma apresentação sobre o "Portal do Conhecimento", ferramenta virtual que tem por objetivo possibilitar que as escolas judiciais e associativas tenham ciência das atividades realizadas em outros Regionais e estimular o compartilhamento de conteúdos para outros escolas.

O presidente do Conematra e diretor da Escola Judicial da 10ª Região, desembargador Brasilino Santos Ramos, agradeceu o carinho com que todos foram recebidos em Minas, e fez um apelo aos integrantes das escolas judiciais ao falar sobre o Portal: "alimentem com dados a nova ferramenta para que os trabalhos desenvolvidos pelas escolas sejam compartilhados e possam ser utilizados por todos".

Finalizando o último dia do Conematra, o servidor do TRT da 18º Região (GO), Anderson Abreu de Macedo, apresentou o projeto "Novas Ferramentas de Pesquisa Jurisprudencial, que irá disponibilizar a pesquisa de jurisprudência de três formas: Reiterada, Comparada e Temática. O próximo Conematra será realizado daqui a dois meses, na cidade de Fortaleza. (Solange Kierulff - Fotos: Augusto Ferreira)

Visualizações:

Seção de Imprensa imprensa [arroba] trt3.jus.br