Você está aqui: Início / Notícias / Comunicação / Notícias Institucionais / Importadas - 2015 a 2016 / Posto eleitoral no TRT-MG tem capacidade para dobrar atendimentos

Posto eleitoral no TRT-MG tem capacidade para dobrar atendimentos

publicado 11/03/2016 12:29, modificado 11/03/2016 15:29

O posto de atendimento aos eleitores, montado desde o início de março no TRT-MG, tem capacidade para dobrar a quantidade de atendimentos agendados atualmente. Diariamente, são recebidas em média 130 pessoas. O posto fica, até 4 de maio, no térreo do prédio anexo ao Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região (TRT-MG), na Avenida Getúlio Vargas, 265, bairro Funcionários.

A chefe da 30ª zona eleitoral, Anna Beatriz Rodrigues Rocha, explica que as pessoas procuram o posto em geral para cadastrar a biometria, porque embora não seja obrigatória este ano em Belo Horizonte, os eleitores que a cadastrarem já poderão ser identificados biometricamente nos locais de votação este ano.

"Os eleitores que têm comparecido ao posto do TRT-MG elogiam a qualidade e rapidez no atendimento. Há 13 guichês disponíveis. É o posto mais bem estruturado do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) em Belo Horizonte", destacou.

O atendimento no local precisa ser agendado pelo site do TRE ou pelo Disque-Eleitor (148) - para o público externo, e sem necessidade de agendamento para magistrados e servidores do TRT. Os 13 guichês funcionam das 9h às 17h, de segunda a sexta-feira.

O eleitor belo-horizontino pode comparecer também, de segunda a sexta, em outras Centrais de Atendimento que atendem das 8h às 17h, ou nos postos da Justiça Eleitoral instalados na Câmara Municipal (Avenida dos Andradas, 3.100, Santa Efigênia) e no Fórum Lafayette (Avenida Augusto de Lima, 1.549, Barro Preto) - que funcionam das 13h às 17h - e no prédio anexo do TRE (Avenida Prudente de Morais, 320, térreo, Cidade Jardim), este das 8h às 17 horas.

Embora o recadastramento biométrico ainda não seja obrigatório nas grandes cidades de Minas, o TRE incentiva o eleitor a comparecer para ser identificado com maior segurança em 2016 e vem ampliando a estrutura de atendimento em vários municípios do Estado.

Documentação e prazo

Quem for fazer o recadastramento biométrico deve levar um documento de identificação oficial com foto e um comprovante de endereço. Para tirar o título pela primeira vez, a carteira de motorista e o passaporte não serão aceitos, por não terem todos os dados necessários à identificação do cidadão. Para os homens maiores de 18 anos, é necessário também apresentar o comprovante de quitação com o serviço militar para fazer a sua inscrição eleitoral.

É importante lembrar que o eleitor só pode buscar tais serviços na cidade onde vota ou pretende votar. Ou seja, quem é eleitor de Betim ou Contagem, por exemplo, não pode ser atendido em Belo Horizonte.

Os eleitores têm até o dia 4 de maio para buscar os serviços da Justiça Eleitoral. Nessa data, o cadastro eleitoral fecha e só reabre após as eleições.

Veja a relação de municípios que possuem atendimento biométrico em Minas Gerais, e saiba quais municípios terão votação em outubro totalmente biométrica, onde a biometria é obrigatória, e quais possuem atendimento biométrico facultativo.

Mais informações: 148 (Disque-Eleitor), das 7h às 19h. (Fonte: TRE-MG)

Visualizações:

Pesquisar

Pesquisa de notícias.

/ /  
/ /