Você está aqui: Início / Notícias / Comunicação / Notícias Institucionais / Importadas - 2015 a 2016 / Presidente do TRT 3ª Região abre o ano judiciário em culto ecumênico

Presidente do TRT 3ª Região abre o ano judiciário em culto ecumênico

publicado 21/01/2016 16:23, modificado 21/01/2016 18:23
Presidente do TRT 3ª Região abre o ano judiciário em culto ecumênico (imagem 1)
Foto: Madson Morais

O presidente do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 3ª Região, desembargador Júlio Bernardo do Carmo, abriu o ano judiciário durante o tradicional culto ecumênico, celebrado na tarde desta quinta-feira (21), no hall do edifício-sede, em Belo Horizonte. Estiveram presentes também outros membros da Administração, como os desembargadores Ricardo Mohallem, Fernando Viégas Peixoto e César Pereira Machado Júnior, bem como os desembargadores José Murilo de Morais e Fernando Rios Neto, o juiz auxiliar da presidência, Mauro César Silva, o diretor-geral Ricardo Oliveira Marques e gestores e servidores de diversos setores do tribunal.

Em seu pronunciamento, o Presidente do TRT-MG destacou que a data de celebração do culto ecumênico no início das atividades forenses, logo após ter se iniciado o exercício dos novos cargos da Administração, insere-se como uma das mais importantes do Tribunal. "Neste momento sublime, temos a oportunidade de congraçarmos com Deus, a quem rogamos derrame sua divina luz sobre este Tribunal, abençoando a todos os que servem à nobre causa da justiça, propiciando-nos assim um novo tempo de profunda pacificação interna, marcado pela união harmoniosa de nossos esforços em busca da almejada paz social", disse. (Leia a íntegra aqui )

O presidente do TRT 3ª Região também lembrou que a cerimônia ecumênica rende culto a todas as religiões, na data a elas dedicada, como é da natureza de um Estado Laico.

O padre Wieslaw Kaminski, capelão do Colégio Arnaldo, celebrou o culto, que contou com a apresentação de três músicas do Coral Acordos&Acordes, integrado por magistrados e servidores do Tribunal, sob a regência do maestro André Brant e acompanhado ao piano pela desembargadora aposentada Cleube de Freitas Pereira. Durante o culto, o 1º vice-presidente, desembargador Ricardo Mohallem, fez a leitura do salmo 112 e alguns servidores também participaram lendo textos litúrgicos. (Almir Casagrande)

Visualizações:

Pesquisar

Pesquisa de notícias.

/ /  
/ /