Secretaria de Execuções trabalha em 30 processos do Villa Nova Futebol Clube

publicado 22/09/2016 14:13, modificado 22/09/2016 17:13

O valor arrecadado no Grande Leilão Nacional de Bens Penhorados realizado, na tarde desta quarta (21), com a venda do parque aquático do Villa Nova será destinado a quitar parte dos 30 processos que estão na Secretaria de Execuções do TRT-MG. O parque foi vendido por R$ 3,2 milhões, que serão abatidos do valor total do débito do Villa, que chega a R$3,8milhões.

A Secretaria tem previsão de realizar 100 audiências durante esta Semana Nacional de Execução, que vai até sexta-feira (23). Promovido pelo Conselho Nacional da Justiça Trabalhista (CSJT) em todo o Brasil, o mutirão busca reduzir o estoque de processos em fase de execução, o grande gargalo da justiça trabalhista. Somente no TRT-MG, são mais de 110 mil processos nesta fase e mais de 85 mil em arquivo provisório. (Texto: Almir Casagrande / Foto: Leonardo Andrade)

Secretaria de Execuções trabalha em 30 processos do Villa Nova Futebol Clube (imagem 1)
O desembargador Ricardo Antônio Mohallem (no centro) com a juíza Wilmeia da Costa Benevides (à direita)e a equipe da Secretaria de Execuções

Visualizações:

Seção de Imprensa imprensa [arroba] trt3.jus.br