Tribunal Pleno decide pela manutenção da Turma Recursal de Juiz de Fora

publicado 16/04/2015 17:43, modificado 16/04/2015 20:43
Tribunal Pleno decide pela manutenção da Turma Recursal de Juiz de Fora (imagem 1)
Foto: Madson Morais

Os desembargadores do TRT-MG decidiram, na sessão do Tribunal Pleno desta quinta-feira (16), por maioria, manter o funcionamento da Turma Recursal de Juiz de Fora.

Em pronunciamento realizado no início da sessão, a presidente do TRT-MG, desembargadora Maria Laura Franco Lima de Faria, na coordenação dos trabalhos, cumprimentou a 2ª vice-presidente e diretora da Escola Judicial, desembargadora Emília Facchini, pela excelência do Curso de Formação Inicial de Juízes do Trabalho Substitutos da 3ª Região, a cargo da Escola, e da solenidade que marcou o seu encerramento. O evento ao final do curso contou com uma palestra proferida pelo desembargador Ricardo Mohallem sobre a ética na magistratura. A desembargadora pediu que os cumprimentos sejam estendidos a toda a equipe da Escola Judicial.

A presidente do Tribunal também exaltou a participação da corregedora, desembargadora Denise Alves Horta, e do vice-corregedor, desembargador Ronan Koury, no Seminário Nacional de Boas Práticas, representando o TRT-MG. Foram levadas ao evento as seguintes iniciativas do Tribunal mineiro: criação da Semana Itinerante de Conciliação; a distinção da secretaria das Varas Trabalhistas destaque, inclusive com entrega de Medalha da Ordem do Mérito; e o Manual de Padronização de Procedimentos.

Ainda no pronunciamento inicial, a desembargadora Maria Laura Franco Lima de Faria manifestou o pesar pelo falecimento do professor Messias Donato, ex-diretor da Faculdade de Direito da UFMG.

A sessão tratou, ao todo, de 23 processos judiciais e de quatro matérias administrativas. (David Landau)

Visualizações:

Seção de Imprensa imprensa [arroba] trt3.jus.br