Comerciários de Poços de Caldas e empresas fazem acordo no TRT

publicado 04/10/2006 10:35, modificado 04/10/2006 13:35

Em audiência de conciliação realizada ontem, dia 4 de outubro, no TRT, o Sindicato dos Empregados no Comércio e o Sindicato do Comércio Varejista, ambos de Poços de Caldas, conseguiram chegar a um acordo sob a mediação do juiz instrutor do processo de dissídio coletivo, Márcio Flávio Salem Vidigal. Foram debatidas várias alternativas à proposta oficial feita pelo juiz instrutor, até que as duas categorias aceitassem o seguinte acordo: piso salarial no valor de R$ 373,00, a partir de julho de 2006, cujas diferenças salariais serão pagas em 3 parcelas iguais e sucessivas a partir da folha de pagamento do mês de outubro de 2006.

Na última audiência, realizada no dia 26 de setembro, o juiz instrutor havia feito uma proposta oficial de conciliação às partes, que ficaram de submetê-las à apreciação das respectivas categorias, nos seguintes termos: piso salarial no valor de R$ 373,00, a partir de abril de 2006, cujas diferenças salariais seriam pagas em 6 parcelas iguais e sucessivas, a partir da folha de pagamento de outubro de 2006. No início da audiência de ontem, o sindicato patronal informou que a categoria havia considerado a proposta oficial elevada devido à conjuntura econômica do segmento e a proximidade da data-base da categoria. Já os comerciários aceitaram a proposta oficial como parâmetro para fins de conciliação.

Em face da conciliação, após várias alternativas apresentadas, o juiz instrutor julgou extinto o processo.

Visualizações: