Memória do TRT recebe processo conciliado em 1941

publicado 26/11/2007 09:08, modificado 26/11/2007 11:08

Em reunião realizada nesta manhã, no gabinete da presidência do TRT-MG, o desembargador Tarcísio Alberto Giboski, recebeu Ivan Tavares de Oliveira, neto de Ethelredo Tavares, cujo processo trabalhista tramitou, em 1941, na 18ª Inspectoria do Trabalho de Minas Gerais, vinculada ao Poder Executivo, órgão anterior à Justiça do Trabalho e será doado, durante o encerramento da III Semana da Conciliação, à Memória da Justiça do Trabalho da 3ª Região.

Na oportunidade, Giboski ressaltou que a doação dos autos contribui para a conscientização e preservação do espírito conciliatório da Justiça do Trabalho, já que no processo, foi realizado um dos primeiros acordos trabalhistas em Minas Gerais.

Memória do TRT recebe processo conciliado em 1941 (imagem 1)
O presidente do TRT-MG, desembargador Tarcísio Alberto Giboski (ao centro), a juíza Adriana Goulart de Sena, titular da 35ª VT de BH e membro do Departamento de Documentação, Pesquisa e Memória da Justiça do Trabalho, que integra a Escola Judicial, o advogado Múcio Wanderley Borja e o representante da família de Ethelredo Tavares, Ivan Tavares de Oliveira.

Visualizações: