CBTU comprova desarquivamento do plano de salários dos metroviários

publicado 11/02/2010 16:08, modificado 11/02/2010 18:08

A Companhia Brasileira de Trens Urbanos – CBTU, comprovou, em audiência realizada nesta quinta-feira, no TRT de Minas, o desarquivamento do PES - Plano de Cargos e Salários dos metroviários, e sua tramitação perante a Coordenação Geral de Política e Benefícios – CGS, do Departamento de Controle das Empresas Estatais do Ministério do Planejamento – DEST. No entanto, os representantes da empresa não apresentaram cópia da íntegra da minuta do plano como havia determinado o presidente do Tribunal, desembargador Eduardo Augusto Lobato, na audiência realizada no dia 28 de janeiro. A CBTU alegou que o plano havia sido aprovado no dia anterior e que não houve tempo hábil para sua divulgação junto à categoria.

Os representantes do Sindimetro – Sindicato dos Empregados em Empresas de Transportes Metroviários e Conexos de Minas Gerais -, afirmaram que a documentação apresentada pela empresa não trouxe qualquer novidade, uma vez que os documentos já se encontram disponibilizados na Intranet, e, principalmente, que a CBTU não divulgou os valores dos salários quando o plano for implantado. Por outro lado, a empresa afirmou ao desembargador instrutor e presidente do TRT, Eduardo Augusto Lobato, que uma videoconferência, marcada para acontecer no mesmo dia da audiência, iria divulgar estes valores.

Diante destes fatos, o desembargador fixou o próximo dia 23 para que a CBTU apresente nos autos cópia, na íntegra, do PES e PEC aprovados e que serão objeto da videoconferência no dia de hoje, ficando a empresa ciente de que esta determinação nada mais é do que o cumprimento do que foi determinado na ata de audiência anterior. No dia 3 de março haverá nova audiência em continuidade, sendo que o sindicato comprometeu-se a não promover movimento paredista de qualquer natureza até esta data sob pena de multa diária de R$50.000,00. Solange Kierulff

CBTU comprova desarquivamento do plano de salários dos metroviários (imagem 1)

Visualizações: