Foro de Uberlândia terá sustentação oral por videoconferência

publicado 01/03/2010 14:57, modificado 01/03/2010 17:57

O Tribunal Pleno do TRT da 3ª Região aprovou, em sua última sessão, realizada este mês, a sustentação oral à distância para os advogados trabalhistas, uma inovação na prestação jurisdicional que irá beneficiar os usuários que procuram diariamente a Justiça do Trabalho. Segundo o presidente do TRT, desembargador Eduardo Augusto Lobato, que apresentou a proposta ao Tribunal Pleno, o grande beneficiário desta iniciativa será o usuário da Justiça do Trabalho: “Toda a atividade do Tribunal se volta para o jurisdicionado. Com a sustentação oral, o processo fica menos oneroso para a parte, já que não haverá gastos com a locomoção do advogado ou com a contratação de um escritório para esse fim”.

As vantagens para os advogados são inúmeras. Além da facilidade do acesso via meios eletrônicos, o advogado não precisará se locomover em estradas, diminuindo a utilização da malha viária, ou poderá se encaminhar a um foro que esteja mais próximo do seu escritório. “Um advogado de Ituiutaba, por exemplo, poderá ir à Uberlândia fazer a sustentação oral para o Tribunal sem precisar vir a BH”, esclarece o presidente do TRT.

Ainda em fase experimental, a sustentação oral, que utilizará o sistema de videoconferência, terá início pelo Foro de Uberlândia, que é o mais distante de BH, sendo que a implantação do sistema em outras localidades será feita de forma gradativa. A presidência do Tribunal fará a indicação desses locais, que deverão ser posteriormente referendados pelo Tribunal Pleno. Solange Kierulff

Visualizações: