CNJ quer integrar comunicação no Judiciário

publicado 01/03/2011 15:13, modificado 01/03/2011 18:13

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) vai aprimorar seus serviços de comunicação com o público implantando novidades na Internet. Foi criado um portal de acordo com o perfil de acesso numa versão mais avançada que objetiva integrar todas as assessorias de tribunais para divulgar o trabalho do Judiciário brasileiro.

A novidade foi apresentada, em primeira mão, aos assessores de comunicação de vários tribunais, reunidos em Brasília, nessa segunda-feira, dia 28, em encontro coordenado pelo assessor de imprensa do CNJ, jornalista Marcone Gonçalves. Ele anunciou o lançamento, no mês de março, da campanha CNJ, compromisso com a Justiça e a antecipação, para agosto, da divulgação da Semana Nacional de Conciliação, a ser realizada em novembro. Ainda segundo Marcone, uma das metas do CNJ é qualificar profissionais da área de comunicação nos tribunais e, para isso, serão realizados workshops em todas as regiões do país.

CNJ quer integrar comunicação no Judiciário (imagem 1)
(foto: Agência CNJ)

O conselheiro do CNJ, desembargador Milton Nobre, presidente da Comissão Permanente de Relacionamento Institucional e Comunicação, presente ao evento, ressaltou que o objetivo das mudanças é integrar as assessorias do Poder Judiciário, criando um sistema do qual todos participem. Relator da Resolução 85, que ampliou as ações da comunicação social no Judiciário, o conselheiro lembrou que esse Poder é dos segmentos do estado com maior competência instalada, mas precisa apresentar tal realidade à sociedade e, para isso, frisa, a Comunicação Social é fundamental. (Lucineide Pimentel)

Visualizações: