CSJT lança página da Semana Nacional da Execução Trabalhista

publicado 08/11/2011 16:06, modificado 08/11/2011 18:06
CSJT lança página da Semana Nacional da Execução Trabalhista (imagem 1)

O Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) lançou em seu site a página da Semana Nacional da Execução Trabalhista, que será realizada de 28 de novembro a 2 de dezembro. O evento ocorrerá simultaneamente à Semana Nacional da Conciliação, promovida pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Na página, estão disponíveis todas as peças publicitárias da campanha, incluindo banners virtuais, vídeo, spot de rádio e cartaz. Os arquivos podem ser baixados por todos os Tribunais Regionais do Trabalho para divulgação. Os vídeos e spots, de grande utilidade pública, serão enviados para emissoras de rádio e TV de todo o País.

Todas as notícias relacionadas aos preparativos para a Semana Nacional da Execução Trabalhista também estão na página. Além de matérias factuais, será publicada uma série de reportagens especiais sobre temas relacionados à execução. Os textos foram produzidos pelas assessorias de Comunicação do CSJT, Tribunal Superior do Trabalho e dos 24 Tribunais Regionais do Trabalho.

A primeira reportagem explica o que é a execução trabalhista e mostra por que a Justiça do Trabalho está tão empenhada em concluir processos que chegam a essa fase. As reportagens seguintes mostrarão o dia-a-dia de profissionais que atuam diretamente na execução e os meios encontrados pela Justiça para dar efetividade ao cumprimento das decisões.

Na página também é possível acessar estatísticas relacionadas à Execução Trabalhista, com dados da movimentação processual por Região Judiciária, as taxas de congestionamento e os valores pagos aos reclamantes decorrentes da execução.

As listas de bens penhorados e que vão a leilão no dia 2 de dezembro devem ser disponibilizadas na página em breve. Os Tribunais Regionais do Trabalho têm até 16 de novembro para encaminhar a relação para a presidência do CSJT.

Acesse a página da Semana Nacional da Execução Trabalhista aqui . (Patrícia Resende/CSJT)

Visualizações: