Diretoria de Pessoal realiza recadastramento de aposentados e pensionistas

publicado 26/03/2012 13:20, modificado 26/03/2012 16:20

Até o próximo dia 2 de abril, a Diretoria da Secretaria de Pessoal realiza, no 10º andar do prédio da Goitacases, nº 1.475, o recadastramento de aposentados e pensionistas. Nesta segunda, o diretor-geral da Casa, Guilherme Augusto de Araújo, compartilhou do encontro com os aposentados presentes, entre os quais, seu pai, Roberto Araújo - que foi diretor-geral do TRT - e servidores que participam do processo de recadastramento.

Para a diretora de Pessoal, Maria de Fátima Monteiro L. C. Ferreira, é um prazer rever os servidores que também fazem parte da história do Tribunal e contribuíram para o crescimento da instituição. "Nós decidimos humanizar o recadastramento abrindo um espaço para que os servidores aposentados possam se sentir à vontade, tomar um café, tudo em um ambiente agradável. Quando o aposentado retorna ao Tribunal ele não conhece mais as pessoas e muitas vezes fica deslocado e até mesmo desanimado de comparecer para fazer o recadastramento, então criamos este espaço onde todos são recebidos com carinho e descontração".

Diretoria de Pessoal realiza recadastramento de aposentados e pensionistas (imagem 1)
No espaço criado pela Diretoria de Pessoal, os aposentados podem bater papo, rever antigos colegas de trabalho, conhecer e fazer novos amigos (foto: Madson Morais)

Para o ex-diretor de Vara, Cid Freitas, aposentado há 22 anos, a iniciativa do Tribunal é uma maravilha. "É um espaço de convivência maravilhoso que motiva a gente a fazer o recadastramento, pois, não conhecemos mais os novos servidores, mas temos oportunidade de encontrar pessoas como a Heloisa Vasconcelos que é uma grande amiga e com quem trabalhei", disse, abraçando a ex-colega.

Há 10 anos aposentado, Eduardo Luiz Furtado também gostou muito do espaço, mesmo sem conhecer os novos servidores, mas disse que ficou feliz em reencontrar os colegas que trabalharam junto com ele. Já o ex-servidor, Ricardo Eustáquio Vieira, aposentado há menos de um ano, disse que trabalhou durante 23 anos justamente no setor e entende muito bem o que é a aposentadoria. "A gente vivencia com os aposentados todas as questões que envolvem a aposentadoria e acaba absorvendo o impacto da vida pessoal deles, uma vez que eles nos confiam até seus problemas familiares e particulares, por isso é importante essa ação carinhosa e acolhedora do Tribunal".

Além das informações sobre os benefícios e as novidades do Tribunal, os aposentados também contam com a Unidade de Relacionamento Itinerante da Asttter, e da participação dos representantes da Anajustra, Sicoob e do Sitraemg que fazem sorteio e distribuição de brindes. (Márcia Barroso)

Visualizações: