Setor de Hasta Pública passa a funcionar no Foro de BH

publicado 08/10/2012 16:08, modificado 08/10/2012 19:08

A Subsecretaria de Hasta Pública, responsável pelos leilões realizados pela Justiça do Trabalho, já está funcionando no 17º andar do prédio do Foro Trabalhista de Belo Horizonte da rua Augusto de Lima , 1.234, que é anexo ao prédio onde serão realizados os leilões a partir do dia 17 de outubro e que comporta mais 12 varas da capital, na rua Mato Grosso, 468, no 15º andar. Após funcionar por muitos anos no 1º andar do prédio da rua Curitiba, com a revitalização dos leilões e sua transferência para o novo local, a Hasta Pública agora ficará dentro da Diretoria de Mandados Judiciais, a qual está subordinada.

A mudança para o prédio do foro promete trazer várias vantagens para partes, advogados e também servidores do setor, segundo Eduardo Porfírio Rosa, que trabalha na Mandados há mais de 20 anos: "O espaço é espetacular e trabalhamos agora junto à Diretoria. Antes só nos comunicávamos por telefone, agora estamos próximos. Para resolver qualquer problema, não dependemos mais de malote. Agilizou muito o nosso trabalho".

Setor de Hasta Pública passa a funcionar no Foro de BH (imagem 1)
Margareth e Eduardo: proximidade com diretoria agiliza setor de Hasta Pública

Segundo Margareth Maria Telles Bastos, há oito anos à frente da Diretoria de Mandados, além do espaço físico adequado e da valorização dos servidores, a mudança do setor e dos leilões para o local vai permitir o contato direto dos reclamantes, reclamados e seus advogados com o leilão: "eles costumam acompanhar o leilão, então, o acesso a eles ou às informações vai ficar bem mais simples, porque o leilão será realizado onde funcionam as varas de BH".

Ela lembrou que, com a desativação do prédio da Curitiba e a distribuição dos setores que ali funcionavam para outros prédios, o local ficava isolado e atraía pouco movimento. "Agora tudo ficará mais fácil. Vamos dar mais conforto para os arrematantes e propiciamos a proximidade com as varas e com a Subsecretaria, que fornece informações sobre os editais e os leilões. Outra facilidade é a proximidade com o Banco do Brasil e a Caixa, que vão fornecer a guia de pagamento para os arrematantes. Antes, como o sistema não era interligado, a guia tinha que ser preenchida pelos servidores na máquina de escrever".

Os arrematantes que forem participar do primeiro leilão na Mato Grosso, que será realizado excepcionalmente, no dia 17 de outubro, a partir das 13 horas, funcionando nas outras quartas-feiras sempre às 9 horas, não devem se esquecer da documentação: carteira de identidade, CPF e comprovante de endereço em seu próprio nome. É bom lembrar, também, que todas as despesas relacionadas aos bens leiloados são de responsabilidade do arrematante.

Os editais de praça impressos já estão disponíveis para consulta na portaria do prédio da rua Mato Grosso. Os interessados podem obter mais informações no novo número do setor: 3330-7674, com Eduardo ou Célia. (Texto e fotos: Solange Kierulff)

Visualizações:

Seção de Imprensa imprensa [arroba] trt3.jus.br