Singespa elege as diretrizes de ação que serão implantadas na JT

publicado 16/02/2012 14:56, modificado 16/02/2012 16:56

A presidente do TRT da 3ª Região, desembargadora Deoclecia Amorelli Dias, recebeu em seu gabinete, nesta quinta-feira, 16 de fevereiro, o juiz Cléber Lúcio de Almeida, coordenador-geral do Singespa - Sistema Integrado de Gestão Judiciária e de Participação da Primeira Instância na Administração do TRT da 3ª Região.

Singespa elege as diretrizes de ação que serão implantadas na JT (imagem 1)
Fotos: Madson Morais

O juiz, que é titular da 11ª VT de Belo Horizonte, levou ao conhecimento da presidente as atividades previstas para o Singespa este ano, como o encontro que será realizado no próximo dia 24 de fevereiro com todos os juízes coordenadores da Urges - Unidades Regionais de Gestão Judiciária de Minas. Na ocasião, serão discutidas as diretrizes de ação que foram apontadas pelos juízes nos encontros regionais realizados no ano passado e também as propostas que farão parte do Planejamento Estratégico do TRT de acordo com essas diretrizes.

"Neste encontro, vamos estabelecer as prioridades entre as que foram aprovadas pelos juízes de 1ª Instância para serem implementadas, e manter, assim, uma atuação mais concentrada, além de fechar as propostas que serão levadas ao Planejamento Estratégico", afirmou o juiz.

A presidente do Tribunal disse ao juiz que a Administração do Tribunal vai atender com boa vontade aos pleitos dos juízes, "que na realidade não é um pleito dos juízes, mas do Tribunal", e ressaltou que priorizar as diretrizes é essencial, "já que temos que olhar o Tribunal como um todo. São quase 300 diretrizes e elas precisam ser adequadas à realidade do TRT", disse a desembargadora.

O Singespa subdivide-se em sete Urges distribuídas segundo critérios administrativos e socioeconômico-geográficos: BH, Região Metropolitana de BH, Norte, Sul, Triângulo/Alto Paranaíba, Nordeste e Zona da Mata.

Visualizações:

Seção de Imprensa imprensa [arroba] trt3.jus.br