Café com gosto de transformações

publicado 02/09/2014 16:35, modificado 04/08/2017 10:43

As equipes dos projetos estratégicos concluídos ou a concluir neste ano de 2014 foram homenageadas pela Administração do TRT-MG na edição de mais um "Café Estratégico", na tarde desta terça, 2/9, no gabinete da presidente da instituição, desembargadora Maria Laura Franco Lima de Faria. Os projetos reforçam o compromisso com a missão institucional do tribunal de "solucionar conflitos nas relações de trabalho, por meio da contribuição de magistrados e servidores, oferecendo à sociedade justiça e desenvolvimento social."

Segundo a presidente Maria Laura, o "Café Estratégico" é uma oportunidade para a Administração do Tribunal "demonstrar reconhecimento ao esforço que vem sendo feito pelos servidores na implementação de Gestão Estratégica". Dele participaram os desembargadores José Murilo de Morais (1º vice-presidente), Emília Facchini (2ª vice-presidente) e Ronan Koury, vice-corregedor, que se revezaram com a Presidente na entrega das placas de homenagem aos gerentes dos projetos.

Café com gosto de transformações (imagem 1)
Foto Madson Morais

A Presidente sublinhou que numa gestão moderna a visão estratégica deve ser mais de futuro - "uma visão que ultrapassa o objetivo de uma gestão eficiente" - e lembrou que, no caso do tribunal, ela "há de estar alinhada aos objetivos dos demais ramos do Poder Judiciário e da comunidade jurídica." Preocupada com a visão do todo, a Presidente falou da necessidade de se estabelecer corretamente as prioridades e de propiciar o alinhamento de todas as unidades para o fim comum, salientado que, ao final, os projetos vão ser avaliados pelos resultados que produzirem.

Maria Laura Franco Lima de Faria também destacou que o gerente de um projeto estratégico deve ser escolhido não pelo cargo que ocupa, mas sim por sua capacidade de repensar a estrutura organizacional e os projetos administrativos, bem como por sua habilidade de coordenar e motivar pessoas, gerenciar riscos e expectativas e principalmente pela capacidade de não deixar "que o cotidiano seja uma barreira à evolução e modernização da Instituição." E acrescentou que a alegria pela conclusão de um projeto não deve ser motivada apenas pela sensação do dever cumprido, mas também pela convicção de se ter realizado algo que contribua para o desenvolvimento de uma prestação jurisdicional rápida e eficiente.

Essa contribuição para as transformações da instituição parece ser a real fonte de motivação desses servidores, que "precisam, muitas vezes, assegurar a execução da rotina diária e ainda dedicarem-se ao desenvolvimento de seus projetos", como reconheceu a assessora Christiane Dominique Kunzi, para quem os gerentes e equipes são "peças fundamentais para a transformação deste tribunal". E eles a vêem como uma oportunidade para mostrar valor e fazer descobertas por meio da interação com os diversos setores, conforme se abstrai do seguinte trecho do discurso proferido pela representante dos homenageados, a diretora de recursos Marise Ferreira Aquino, gerente do Projeto Recurso de Revista Eletrônico:

"Gerenciar um projeto no TRT foi para mim e para o grupo que participou do Projeto de Recurso de Revista Eletrônico uma oportunidade de colaborar com a Instituição de maneira diferente da que estávamos acostumados; agora éramos chamados a desenvolver um novo sistema e pensar novas formas de trabalho. Para tanto, foi necessária a interação com diversas áreas do Tribunal para alcançarmos o objetivo do Projeto, o que criou um movimento de colaboração e descobertas muito rico."

A gerente também reconheceu a importância do apoio da Instituição, através do Escritório de Projetos, e da Administração, bem como o envolvimento intenso e a dedicação dos servidores e áreas envolvidas que, na sua avaliação, foram fundamentais para que o Sistema de Recurso de Revista Eletrônico se tornasse realidade.

Além de Marise, receberam homenagem os gerentes Rogélio Bar Neto, Rodrigo Possa, Ronaldo da Silva, Rosângela de Oliveira Severino, Maria Beatriz Abreu Rodrigues de Sousa, Célia Regina de Carvalho, João Bosco de Azevedo Júnior, Denise Maria Reis Greco e Ricardo Wagner Rodrigues de Carvalho, além de Maria de Lourdes de Araújo.

O Café Estratégico foi prestigiado pela desembargadora Deoclecia Amorelli Dias, pelo diretor-geral Ricardo Marques, pela diretora judiciária Telma Bretz Pereira André, pelos diretores Gilberto Atman Picardi Faria e André Mascarenhas, e, ainda, pelos assessores Guilherme Araújo e Francisco Brant. (Walter Salles)

Confira galeria de fotos do evento .

Visualizações: