Cresce o número de acordos alcançados pelo TRT-MG na Semana de Conciliação de 2013

publicado 06/12/2013 20:02, modificado 06/12/2013 22:02
Cresce o número de acordos alcançados pelo TRT-MG na Semana de Conciliação de 2013 (imagem 1)
Foto: Madson Morais

A VIII Semana Nacional da Conciliação, ocorrida entre os dias 2 e 6 de dezembro deste ano, alcançou em Minas Gerais, até as 15h do seu último dia, um número de acordos 66,7% maior que o do ano anterior. Das 8328 audiências pautadas em todo o estado, somando primeira e segunda instâncias, a Justiça do Trabalho mineira obteve 2417 acordos, o que resultou num total de mais de R$ 28 milhões para os reclamantes, além de uma arrecadação superior a R$ 5,8 milhões para o INSS e acima de R$ 1,5 milhões para o fisco. Esses valores - que até a totalização final serão majorados, pois correspondem somente às audiências ocorridas até as 15h do último dia - foram divulgados durante o evento de encerramento da Semana da Conciliação, que ocorreu nesta sexta-feira 6 de dezembro, a partir das 17h, no 17º andar do Fórum Trabalhista de Belo Horizonte, localizado na Av. Augusto de Lima, 1234.

A Central Permanente de Conciliação de Primeiro Grau, sob responsabilidade da juíza Adriana Goulart de Sena Orsini, contou este ano com 18 mesas, onde atuaram como conciliadores juízes substitutos recém-empossados. Esse trabalho está inserido no processo de formação desses magistrados, sob responsabilidade da Escola Judicial. Com isso, a arrecadação da Central de Conciliação de Primeira Instância atingiu mais de 29% do total no estado.

Durante o evento de encerramento, o vice-corregedor do TRT-MG e Gestor do Núcleo de Conciliação Permanente, desembargador Márcio Flávio Salem Vidigal, fez questão de citar o nome de todos os magistrados, servidores, estagiários e terceirizados envolvidos na organização da semana, ao fazer um agradecimento e ressaltar que a semana só foi possível graças ao envolvimento de todos. O desembargador também entregou certificados a vários dos que se empenharam para organizar a semana em MG. Ele disse que a oportunidade era para refletir sobre o árduo papel que a Justiça do Trabalho tem desempenhando na sociedade contemporânea brasileira, após ela ter sido alvo de várias críticas.

A diretora do Foro de Belo Horizonte, juíza Maristela Íris da Silva Malheiros, falou sobre os benefícios que a conciliação traz também para a Justiça do Trabalho, ao diminuir os estoques de processos.

Também esteve presente à cerimônia o conselheiro da Escola Judicial, juiz substituto Ézio Martins Cabral Júnior. (David Landau)

Visualizações:

Seção de Imprensa imprensa [arroba] trt3.jus.br