Doutorandos da Unifap visitam Exposição Trabalho & Cidadania do TRT-MG

publicado 03/09/2013 11:39, modificado 03/09/2013 14:39

Acompanhados pela juíza Adriana Goulart de Sena Orsini e pela historiadora do Centro de Memória do TRT da 3ª Região, Maria Aparecida Carvalhais Cunha, doutorandos em Direito da Universidade Federal do Amapá - Unifap, visitaram nesta terça-feira, 3 de setembro, a Exposição "Trabalho & Cidadania".

Doutorandos da Unifap visitam Exposição Trabalho & Cidadania do TRT-MG (imagem 1)
Fotos ACS

A visita faz parte de um convênio interinstitucional entre a Unifap e a UFMG com objetivo, segundo a juíza de Direito do Estado do Amapá, Priscila Peixoto, de levar para Macapá as experiências de Minas, no trabalho de resgate da memória e preservação da história, que serão aplicadas na criação do Museu de Proteção ao Patrimônio Histórico e Cultural de Mazagão, cidade histórica que fica a 48 km da capital do Amapá.

Doutorandos da Unifap visitam Exposição Trabalho & Cidadania do TRT-MG (imagem 2)

Impressionada com o planejamento impecável da Exposição, que utiliza tecnologia avançada em sintonia perfeita com peças antigas, a doutoranda Linara Assunção fala da importância da visita para o projeto de Mazagão. "É uma experiência muito positiva porque podemos levar daqui ideias incríveis para o resgate da memória de Mazagão, uma cidade fundada no Marrocos, no século XVI, em 1769, que foi sitiada por soldados mouros, e seus habitantes, expulsos, trazidos para o Brasil como mão-de-obra para a colonização da Amazônia", explicou Linara, acrescentando que com eles, vieram também sua história, suas crenças religiosas, suas obras e toda cultura marroquina e portuguesa.

A juíza Adriana Sena recebeu das mãos da doutoranda Simone Palheta, uma peça do artesanato Mazaganês, e um DVD com os trabalhos realizados, em audiência pública, para o levantamento da história de Mazagão.

A Exposição "Trabalho & Cidadania" fica no saguão do Edifício Sede do Tribunal Regional do Trabalho, Avenida Getúlio Vargas, 225, Funcionários, Belo Horizonte. Planejada em harmonia aos atuais conceitos museográficos, a exposição utiliza recursos tecnológicos, fotos, mobiliário, áudios, vídeos, pinturas, músicas, obras literárias, documentos e objetos para retratar o trabalho em sua diversidade de formas e significados. O objetivo é refletir sobre a atuação da Justiça Trabalhista frente aos desafios impostos pela relação capital x trabalho.

Aberta ao público com horário de visitação das 8h às 17h30, de segunda a sexta-feira, a exposição recebe visitas guiadas, como parte do Projeto Justiça & Cidadania, que podem ser agendadas pelo e-mail: memoria@trt3.jus.br. (Márcia Barroso)

Doutorandos da Unifap visitam Exposição Trabalho & Cidadania do TRT-MG (imagem 3)

Visualizações: