Escola Judicial forma instrutores para EAD

publicado 10/03/2014 09:22, modificado 10/03/2014 12:22
Escola Judicial forma instrutores para EAD (imagem 1)
Foto: Leonardo Andrade

Iniciou nesta segunda-feira (10) o curso "Formação de Formadores em Educação a Distância", na modalidade semipresencial, promovido pela Escola Judicial do TRT-MG. Capacitar um grande número de servidores e magistrados para que possam atuar em atividades de formação com aulas não presenciais é o objetivo da atividade, segundo o juiz Mauro César Silva, que é coordenador acadêmico da escola. Sessenta alunos se inscreveram, preenchendo o total de vagas disponibilizadas.

O primeiro dia do curso contou, pela manhã, com uma abordagem educacional e pedagógica sobre o que é e como utilizar a metodologia a distância. O assunto está a cargo da educadora Ritze Pereira Ferraz da Costa, que atua há mais de onze anos em atividades de aprendizagem no Tribunal Regional Eleitoral mineiro e atualmente coordena cursos a distância do CNJ. No turno da tarde, o desembargador César Pereira da Silva Machado Júnior, do TRT-MG, discorre sobre teorias de aprendizagem.

Na terça-feira (11), segundo dia do curso, são realizadas oficinas para que os alunos possam aprender a lidar com as ferramentas de informática utilizadas na educação a distância. O grupo é dividido em quatro turmas, duas com oficina pela manhã e outras duas, à tarde. Após os dois primeiros dias com atividades presenciais, o curso continua com aulas a distância. No total são 40 horas, onze presenciais e vinte e nove através do software "moodle".

Para o desembargador César Pereira da Silva Machado Júnior, a possibilidade de difundir o método à distância democratiza o processo de ensino, pois permite que todos possam participar, superando dificuldades de tempo e deslocamento do método presencial. Seguindo a mesma linha de pensamento, a professora Ritze Pereira Ferraz da Costa opina que a modalidade traz melhores resultados para a instituição, pois permite que as atividades de aprendizagem possam ter maior alcance e fluidez, sem afastar o servidor do local de trabalho, evitando, assim, eventuais prejuízos no atendimento ao cidadão. (David Landau)

Visualizações:

Seção de Imprensa imprensa [arroba] trt3.jus.br