Foro de Varginha implanta Processo Judicial Eletrônico pelo CLE

publicado 19/09/2013 16:45, modificado 19/09/2013 19:45

A secretária do foro de Varginha, Miriam Martins Rodrigues e a juíza Andréa Marinho Moreira Teixeira, titular da 5ª VT de Uberlândia e integrante do grupo de treinamento para o PJe-JT do TRT da 3ª Região, fizeram na tarde desta quinta-feira, o primeiro cadastramento pelo PJe-JT no módulo de liquidação e execução, no foro trabalhista de Varginha.

Foro de Varginha implanta Processo Judicial Eletrônico pelo CLE (imagem 1)

Presente à solenidade a desembargadora Deoclecia Amorelli Dias, presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região, em sua manifestação elogiou a cidade destacando que viver em Varginha é um privilégio. "Esta é uma das melhores cidades do Brasil para se viver!" E comparando-a com o Tribunal Regional do Trabalho, disse que "assim como Varginha tem por vocação possibilitar o congraçamento das pessoas, a razão de ser do TRT é solucionar conflitos nas relações de trabalho, oferecendo à sociedade justiça e desenvolvimento social, por meio de uma prestação jurisdicional caracterizada pela celeridade e qualidade no atendimento aos jurisdicionados".

E continuando, justificou a implantação do PJe no município de vibrante economia . "Assim, é com festa e com imensa satisfação que hoje implantamos o processo judicial eletrônico na liquidação e execução na Vara do Trabalho desta cidade".

Foro de Varginha implanta Processo Judicial Eletrônico pelo CLE (imagem 2)
Fotos Madson Morais
Foro de Varginha implanta Processo Judicial Eletrônico pelo CLE (imagem 3)

Presente à solenidade, o juiz Leonardo Toledo de Resende, diretor do foro e titular da 2ª Vara do Trabalho de Varginha, destacou: "Com o PJe estamos dando o pontapé inicial para uma mudança radical de paradigma".

Após a implantação do PJe pelo CLE - Cadastro de Liquidação e Execução, os processos físicos serão gradualmente transplantados para o novo sistema. De acordo com a Resolução 94 de 2012 do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), a nova modalidade opcional de implantação consiste em que processos sejam cadastrados no PJe pelo CLE após o trânsito em julgado e tramitem, a partir daí, de forma eletrônica.

Bastante prestigiada por autoridades da região, entre elas o presidente da Subseção de Varginha da Ordem dos Advogados do Brasil, Seção Minas Gerais, Ubirajara Franco Rodrigues e o procurador-geral do município Joaquim Mariano Silva Neto, a implantação do PJe no foro de Varginha, contou também com a presença do juiz substituto Fabrício Lima Silva, atualmente respondendo pela 1ª VT já que o titular, juiz Oswaldo Tadeu Barbosa Guedes (também presente) está compondo a 3ª Turma do TRT. Presentes ainda na solenidade, Eliel Negromonte Filho, secretário-geral da Presidência; diretores da 1ª e 2ª Vara do Trabalho de Varginha, Edson Moreira Tibúrcio e Juliano Fernandes Mosti; servidores do foro trabalhista local, advogados da região e a comunidade local.

Amanhã sexta-feira, a presidente do TRT, desembargadora Deoclecia Amorelli Dias participa da implantação do PJe-JT no módulo da liquidação e execução na VT de Guaxupé, que tem como titular o juiz Cláudio Roberto Carneiro de Castro, presente ao evento de hoje. A solenidade será realizada às 17 horas na Rua Domit Cecílio, 780, endereço da Justiça do Trabalho na cidade. (De Varginha, Divina Dias)

Foro de Varginha implanta Processo Judicial Eletrônico pelo CLE (imagem 4)
Presidente Deoclecia Amorelli Dias, juízes e servidores

Visualizações: