Livro escrito por juiz aposentado do TRT-MG sobre 70 anos da CLT é enviado para universidades e escolas

publicado 09/01/2014 13:54, modificado 09/01/2014 15:54
Livro escrito por juiz aposentado do TRT-MG sobre 70 anos da CLT é enviado para universidades e escolas (imagem 1)

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) começou, quinta-feira ( 02 de janeiro), o envio de 5 mil exemplares do livro "70 Anos de CLT: Uma história de trabalhadores", do professor Márcio Túlio Viana, edição comemorativa aos 70 anos de criação da Consolidação das Leis do Trabalho. Cada um dos 24 Tribunais Regionais do Trabalho (TRTs) receberá dois exemplares - um para a presidência e outro para a biblioteca. A obra também será enviada para as universidades, as Associações dos Magistrados do Trabalho (Amatras), a Associação Nacional dos Magistrados do Trabalho (Anamatra), os procuradores gerais do Trabalho, o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), a Procuradoria Geral do Trabalho, as centrais sindicais, o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e o Ministério da Previdência Social. Foram sorteados 50 exemplares pelo Facebook.

O autor é juiz aposentado do TRT da 3ª Região (MG) e docente da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG). A obra foi lançada no dia 18 de dezembro passado, no TST, com a participação de ministros da Corte, servidores e convidados.

O professor Márcio Túlio pesquisou a história do Brasil que antecedeu a criação das primeiras oficinas, que viriam a se transformar no embrião da industrialização do País. Ele resgata os impactos da crise mundial de 1929, a participação dos anarquistas no movimento sindical, as primeiras manifestações operárias e o surgimento das lideranças políticas que iriam romper com a chamada República Velha e apoiar a criação da Consolidação das Leis do Trabalho.

Desde o dia seguinte ao lançamento o livro está disponível na sua versão eletrônica na Biblioteca Digital do TST no link http://aplicacao.tst.jus.br/dspace/handle/1939/35179 . (Fonte: Secom / TST)

Visualizações: