Você está aqui: Início / Notícias / Comunicação / Notícias Institucionais / Importadas: 2013 a 2014 / Na próxima segunda-feira entram em funcionamento os portais detectores de metais na Justiça do Trabalho

Na próxima segunda-feira entram em funcionamento os portais detectores de metais na Justiça do Trabalho

publicado 12/06/2013 13:24, modificado 12/06/2013 16:24
Na próxima segunda-feira entram em funcionamento os portais detectores de metais na Justiça do Trabalho (imagem 1)

Usuários devem ficar atentos ao entrar nas dependências do Regional e facilitar o trabalho dos seguranças, separando com antecedência objetos metálicos e celulares

A partir da próxima segunda-feira, dia 17 de junho, os usuários da Justiça do Trabalho de Minas terão que passar por portais detectores de metais para acessar as unidades da instituição, conforme parâmetros fixados pela Resolução nº 104, de 6/4/2010, do Conselho Nacional de Justiça - CNJ. A medida tem por objetivo garantir maior segurança institucional aos usuários e atingirá magistrados, servidores, membros do Ministério Público, procuradores, advogados e partes.

O TRT distribuiu ao público folhetos explicativos com orientações e dicas de segurança sobre o controle de acesso pelo portal, conscientizando servidores e usuários sobre a importância de colaborarem com os agentes de segurança da instituição ao passar pelo detector de metais, instalado na porta de acesso dos prédios.

O serviço de segurança do TRT-MG é responsável pela abordagem e organização das filas de acesso aos portais e elevadores e estará à disposição para todas as orientações necessárias. (Solange Kierulff)

Acompanhe o passo-a-passo para facilitar o acesso aos prédios e evitar e formação de filas: 1) Retire dos bolsos, das pastas e similares, aparelhos celulares, chaves, moedas e outros objetos metálicos e aguarde para depositá-los na mesa ao lado dos portais. 2) Atravesse o portal carregando sua bagagem. 3) Se você usa marca-passo ou tem alguma deficiência física, avise o segurança, que indicará passagem exclusiva. 4) As partes devem antecipar a chegada às audiências para evitar atrasos que podem acarretar arquivamento ou julgamento da ação à revelia. 5) Quando houver mais de um portal na unidade, um deles será de uso prioritário de magistrados, servidores e advogados.

Visualizações:

Pesquisar

Pesquisa de notícias.

/ /  
/ /