Nova Lima implanta 2ª vara um ano após ter sido pioneira com PJe

publicado 09/08/2013 13:46, modificado 09/08/2013 16:46

Um ano após ter dado inicio à implantação do PJe no estado, nesta sexta-feira, 9 de agosto, o município de Nova Lima passou a ter a sua segunda vara, que receberá exclusivamente processos no formato digital. Às 11h25, no saguão do 3º andar do foro trabalhista da cidade, a presidente do TRT-MG, desembargadora Deoclecia Amorelli Dias, descerrou a placa comemorativa do evento. Na sequência, ela convidou o vice-corregedor, desembargador Márcio Flávio Salem Vidigal - natural do município -, o Coordenador Nacional do PJe de Segunda Instância, desembargador Ricardo Mohallem, e o prefeito do município, Cássio Magnani Júnior, para juntos cortarem a fita que marca a inauguração da nova vara.

Nova Lima implanta 2ª vara um ano após ter sido pioneira com PJe (imagem 1)
Prefeito Cássio Magnani Júnior, desembargadores Márcio Flávio Salem Vidigal, Deoclecia Amorelli Dias e Ricardo Mohallem

O primeiro a falar foi o presidente da subseção local da OAB, advogado Leo Alves de Assis Júnior, que expressou a alegria dos operadores de direito pela ampliação da Justiça Trabalhista local, já que ela "vem se somar ao PJe e, de conjunto, agilizar a prestação jurisdicional tão cobrada pela sociedade".

O prefeito de Nova Lima identificou que a implantação da nova unidade da Justiça do Trabalho se dá numa época de ampliação do nível de emprego na cidade, com o desenvolvimento de um pólo empresarial e da extração de minério de ferro. Ele também falou de um alto índice de rotatividade da mão de obra local. Para Carlos Magnani Júnior, essa realidade exige uma prestação jurisdicional que garanta o equilíbrio nas relações de trabalho, e que isso é algo que somente o Judiciário traz.

Nova Lima implanta 2ª vara um ano após ter sido pioneira com PJe (imagem 2)

Após se manifestar o representante do executivo local, o desembargador Ricardo Mohallem começou sua fala dizendo: "Hoje é um bom dia para a inauguração da 2ª Vara do Trabalho de Nova Lima", se referindo ao aniversário de um ano do Comitê de Implantação do PJe. O coordenador nacional do projeto na Segunda Instância lembrou do "inicio embrionário" do comitê regional, composto na época por pouca gente, mas com muito entusiasmo. Ele falou da necessidade de se colocar no lugar de quem usa essa ferramenta para sentir as dificuldades, e comentou: "o PJe é uma ferramenta feita para o homem, não é o homem que foi feito para o PJe".

Ao vincular a nova vara com a instalação pioneira do PJe, a presidente do tribunal se referiu aos que compuseram o primeiro comitê regional do projeto como "pessoas de ânimo laborioso e inquebrantável". Numa ideia de ciclos, que a desembargadora ilustrou com versos do músico Lulu Santos, se referiu ao evento como um retorno ao ponto de partida, e disse que o destaque à cidade se deve, entre outros motivos, ao fato dela ser classificada como a 1ª do estado no Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) da ONU, e como a 17ª do país.

Nova Lima implanta 2ª vara um ano após ter sido pioneira com PJe (imagem 3)
E como a vida vem em ciclos, ou em ondas, como queiram, hoje retornamos ao nosso ponto de partida, Nova Lima (Deoclecia Amorelli Dias)

Após elogiar o juiz Lucas Vanucci Lins, a cargo da primeira vara da cidade há doze anos, Deoclecia Amorelli Dias encerrou suas palavras falando da convicção de que a nova vara e o sistema virtual irão "contribuir para o pleno acesso a uma prestação jurisdicional de excelente qualidade".

Nova Lima implanta 2ª vara um ano após ter sido pioneira com PJe (imagem 4)
Desembargadora Deoclecia Amorelli Dias e servidores de Nova Lima (fotos: Madson Morais)

Junto com as autoridades já mencionadas, a cerimônia também contou com a presença do coordenador do Comitê Regional do PJe, desembargador Fernando Rios Neto, da juíza auxiliar da presidência, Olívia Figueiredo Pinto Coelho, do diretor do Foro local e juiz titular da 1ª vara do município , juiz Lucas Vanucci Lins, do membro do grupo de especificação de requisitos para o processo judicial de 1º Grau do CSJT, juiz Fabiano de Abreu Pfeilsticker, do secretario-geral da presidência, Eliel Negromonte Filho, da diretora judiciária, Sandra Pimentel Mendes, do membro colaborador da OAB/MG que compareceu representando o presidente da seção estadual da entidade, Rodrigo Castilho Ribeiro, da vice-presidente da Amatra3, juíza Ângela Castilho Rogedo Ribeiro, representando a presidente da entidade, do presidente da Anajucla, Ildeu do Couto Balbino, do coordenador do Sitraemg, Hélio Ferreira Diogo, de diversos secretários e autoridades municipais, servidores e advogados. (De Nova Lima, David Landau) TRT-MG inaugura Central Permanente de Conciliação (imagem 1)

Visualizações: