Reunião define detalhes do 1º Seminário sobre Saúde e Segurança do Trabalho Rural

publicado 10/11/2014 12:34, modificado 10/11/2014 14:34
Reunião define detalhes do 1º Seminário sobre Saúde e Segurança do Trabalho Rural (imagem 1)
Foto: Leonardo Andrade

Foi realizada, na manhã desta segunda-feira (10), a segunda reunião do grupo que organiza o 1º Seminário sobre Saúde e Segurança do Trabalho Rural, iniciativa vinculada ao Programa Trabalho Seguro. Participaram, no Gabinete da Presidência, representantes do TRT-MG, do Ministério do Trabalho, da Federação dos Trabalhadores na Agricultura de Minas Gerais (Fetaemg) e da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg), instituições que promovem o evento. O objetivo foi definir questões referentes à programação, infraestrutura e outras relativas a organização.

O seminário acontecerá no dia 3 de dezembro próximo na Universidade Federal de Viçosa, com debates que serão realizados ao longo da manhã e da tarde. "É o primeiro de uma série", declarou o gestor regional do programa Trabalho Seguro, desembargador Anemar Amaral, do TRT-MG, ao passar a informação de que outros seminários semelhantes serão realizados em diferentes regiões do estado no próximo ano. O magistrado esclareceu que o objetivo é conscientizar e sensibilizar os trabalhadores rurais sobre o problema sério das doenças relacionadas ao trabalho no meio rural. Este seminário terá um enfoque especial voltado para as consequências do uso de agrotóxicos e o local escolhido se deve à grande utilização desses produtos na região. O desembargador Anemar Amaral disse que a iniciativa responde a uma das metas estipuladas nacionalmente pelo TST para o programa nacional Trabalho Seguro.

Para o presidente da Fetaemg, Vilson Luiz da Silva, é importante refletir, na relação entre capital e trabalho, sobre questões relacionadas à saúde, como o tema do uso indiscriminado de agrotóxicos. O representante sindical citou o uso, no Brasil, de produtos que já foram excluídos do mercado em outros países. Francisco Barbosa Simões, que representou a Faemg na qualidade de assessor jurídico, ressaltou a importância de reunir, no mesmo evento, empregados e empregadores com um mesmo fim: incentivar a prevenção.

Estiveram presentes à reunião, junto com o desembargador e os representantes das federações já mencionados, o gestor do programa Trabalho Seguro, juiz Eduardo Ferri, o assessor especial da Presidência, Paulo Haddad, a assessora de relações institucionais, Denise de Almeida Chaves Sancho, o assessor de comunicação social, Francisco Brant, e as representantes da Escola Judicial, Adriana Pinheiro e Renata Safe, pelo TRT; a chefe da Seção de Fiscalização do Trabalho da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego no estado, Ana Cristina Mourão Mata Machado, a coordenadora do Projeto de Fiscalização Rural, Milene Vieira Dias, pelo Ministério do Trabalho; e a advogada Mariana Maia Ehrenberger, pela Faemg. (David Landau)

Visualizações:

Seção de Imprensa imprensa [arroba] trt3.jus.br