Você está aqui: Início / Notícias / Comunicação / Notícias Institucionais / Importadas: 2013 a 2014 / Semente da prevenção de acidentes de trabalho é plantada em escolas públicas de Minas

Semente da prevenção de acidentes de trabalho é plantada em escolas públicas de Minas

publicado 22/04/2013 17:31, modificado 22/04/2013 20:31

Foi aberta hoje, dia 22, com palestras em escolas públicas do Município de Contagem, Betim e Belo Horizonte, a Semana de Prevenção de Acidentes de Trabalho, promovida pela Coordenação Regional do Programa Trabalho Seguro, do TRT Mineiro, com apoio da Amatra3, por meio do TJC - Trabalho Justiça e Cidadania, para marcar o Dia Mundial de Prevenção de Acidente de Trabalho, em 28 de abril, e cumprir a Meta 09, de 2012/213, do sobredito Programa.

Semente da prevenção de acidentes de trabalho é plantada em escolas públicas de Minas (imagem 1)
Fotos Leonardo Andrade

Falando para mais de 150 adolescentes e educadores das escolas Rita Carmelinda Rocha e da Funec - Fundação de Ensino de Contagem, na abertura oficial do evento, o desembargador Anemar Amaral, coordenador regional do programa, esclareceu sobre os passos dados até aqui, apresentou dados relativos à estatística alarmante dos acidentes do trabalho no país, e destacou a informação como meio de conscientizar as crianças e adolescentes sobre a importância de preveni-los, bem como o papel dos estudantes e das escolas como replicadores dessa informação que iriam obter.

O palestrante da tarde, juiz Felipe Clímaco Heineck, explicou sobre direitos e deveres dos trabalhadores e dos empregadores. Entre os direitos do trabalhador, o de ter o contrato anotado na carteira de trabalho, de proteção previdenciária, de receber treinamentos, de obter gratuitamente do empregador equipamentos de proteção individual e de prestar os serviços num ambiente de trabalho sadio e seguro. Quanto aos deveres, ele pôs em relevo o de observar as normas de segurança, inclusive fazendo uso de EPI. O magistrado também falou sobre o direito às indenizações por danos morais e/ou materiais, em casos de acidente de trabalho típico ou doença profissional ou do trabalho, assim como a respeito dos custos do acidente do trabalho para toda a sociedade.

Brindes

Terminada a palestra, foi aberto espaço para perguntas dos alunos que, ao final, receberam canecas e bonés do Programa Trabalho e uma revista sobre direitos básicos do trabalhador.

Repercussão

Para o vice-diretor da Funec, professor Otávio Augusto, a presença dos magistrados na escola teve o importante sentido de proporcionar o primeiro contato dos adolescentes com a Justiça, marcando suas vidas de uma forma muito positiva, com informações, que, depois de trabalhadas na escola, viram conhecimento, em proveito de toda a sociedade.

A aluna Thayná Mirelle Souza, da 8ª série, achou a linguagem "um pouco complicada", mas não a ponto de impedir que tirasse muito proveito da palestra, especialmente quanto aos direitos do trabalhador e aos cuidados com segurança, que vai repassar à mãe e às irmãs, já no mercado de trabalho, e que vão lhe ser muito úteis, segundo ela, quando começar a trabalhar. Mateus Rodrigues, aluno do 1º ano do 2º grau, por sua vez, aprendeu que tem de tomar cuidado no trabalho e usar os equipamentos de segurança adequados. O estudante ainda afirmou que vai conversar com pai, que é jornaleiro, para que ele passe a ter todo o cuidado possível para evitar acidentes no seu trabalho.

Outras palestras de hoje

Além da palestra acima, na Escola Municipal Rita Carmelinda Rocha, prestigiada também pelo juiz Eduardo Ferri e pelo assessor da Presidência do TRT Paulo Haddad, respectivamente gestor (juntamente com o desembargador Anemar Amaral) e gerente do Programa Trabalho Seguro, bem como pela juíza Renata Lopes, do TJC, o mesmo tema foi abordado em palestras proferidas pelos juízes Fábio de Carvalho, Aline Bonna e Marcos Vinícius Barroso, pela ordem, nas escolas Geraldo Teixeira da Costa (Belo Horizonte, 300 alunos), Antônio Tereza dos Santos (Betim, 100 alunos) e José Ovídio Guerra (Contagem, 160 alunos).

Palestras de amanhã

Amanhã, os mesmos juízes farão palestra na Escola Municipal Luiz Gatti (Belo Horizonte, às 9h30), Centro Educacional Técnico e de Artes (Betim, às 15h), Escola Municipal Heitor Vila Lobos (Contagem, às 8h), e o magistrado Felipe Clímaco reprisa a palestra de hoje na Escola Municipal Presidente Raul Soares, em Betim, às 9h. (Walter Salles)

Visualizações:

Pesquisar

Pesquisa de notícias.

/ /  
/ /