Balanço processual da Justiça do Trabalho em Minas confirma bom desempenho

publicado 12/03/2006 21:00, modificado 13/03/2006 00:00

Os números da movimentação processual da Justiça do Trabalho de Minas Gerais, em 2005, comprovam o seu bom desempenho. Foram recebidas 177.230 reclamações trabalhistas, distribuídas para as 136 Varas do Trabalho, instaladas na capital e no interior, que somadas às pendentes do mês de dezembro de 2004, totalizaram 192.021 ações, 172.190 das quais foram solucionadas. Dos 59.681 processos que tramitaram nas varas trabalhistas da capital, 58.766 foram solucionados. Um percentual recorde de 98,46%.

Já a 2ª Instância, composta de oito Turmas de juízes, julgou em 2005 um total de 49.743 processos, dos 50.971 recebidos, representando um percentual de 97,59%..

Mais recursos para os cofres da União

A arrecadação pela Justiça do Trabalho revela, como nos anos anteriores, números expressivos. Em relação à Contribuição Previdenciária e ao Imposto de Renda, os recursos repassados para a União, em 2005, foram superiores aos de 2004, tendo sido recolhidos R$ 121,2 milhões e R$ 104,2 milhões, respectivamente. A Justiça do Trabalho arrecadou, ainda, R$ 6,6 milhões em custas processuais, o que representa um acréscimo de R$ 41,8 milhões para os cofres da União, se comparado ao ano anterior.


Visualizações: