Você está aqui: Início / Notícias / Comunicação / Notícias Institucionais / Maio / Audiência de professores termina com proposta de acordo

Audiência de professores termina com proposta de acordo

publicado 02/05/2018 20:09, modificado 21/10/2018 11:22

550px_2018_0502_Dissidio_ProfessoresRedePrivada_LA.jpg
Foto: Leonardo Andrade

O Sindicato dos Professores do Estado de Minas Gerais (Sinpro/MG) e o Sindicato das Escolas Particulares de Minas Gerais (Sinep/MG) concordaram em levar para assembleia das categorias proposta feita pelo desembargador Márcio Flávio Salem Vidigal para a assinatura da próxima convenção coletiva de trabalho dos professores. Se aprovada, a greve dos professores da rede privada em Belo Horizonte chegará ao fim.

A proposta foi apresentada na tarde desta quarta-feira (2), em nova audiência de mediação e conciliação pré- processual, que durou mais de cinco horas. Essa foi a terceira tentativa de conciliação mediada pela Justiça do Trabalho em Minas Gerais, com o auxílio do Ministério Público do Trabalho.

Para que o conflito seja solucionado sem necessidade de ajuizamento de dissídio coletivo, o desembargador apresentou propostas para pontos da nova CCT que ainda eram objeto de impasse. Entre elas, o reajuste salarial pelo INPC e a homologação da rescisão contratual no sindicato, nos casos em que a duração do contrato for superior a dois anos no estabelecimento de ensino, desde que requerido pelo empregado.

Além disso, a proposta contempla a vigência de um ano da nova CCT e o pagamento, aos professores que participaram da greve, dos dias parados, que deverão ser repostos.

Após assembleia das categorias patronal e de professores, os respectivos sindicatos se comprometeram a apresentar a decisão de cada parte em petição à Justiça do Trabalho. 

Visualizações:

Pesquisar

Pesquisa de notícias.

/ /  
/ /