Nova administração do TRT-MG é eleita pelo Tribunal Pleno

publicado 24/10/2017 14:47, modificado 21/10/2018 10:54

 

720pixels3R2A0275cpia.jpg
Desembargadores eleitos para a administração 2018/19: Rogério Valle Ferreira, Márcio Flávio Salem Vidigal, Marcus Moura Ferreira, Lucilde D´Ajuda Lyra de Almeida, Fernando Luiz Gonçalves Rios Neto. (Foto: Madson Morais)

Em sessão realizada na manhã desta terça-feira (24), o Tribunal Pleno do Tribunal Regional  do Trabalho da 3ª Região elegeu a nova Administração da instituição para o biênio 2018/2019: para o cargo de presidente, foi eleito, por aclamação, o desembargador Marcus Moura Ferreira; para o cargo de1º vice-presidente, o desembargador Márcio Flávio Salem Vidigal, também por aclamação; a desembargadora  Lucilde D`Ajuda Lyra de Almeida foi eleita 2ª vice-presidente por maioria absoluta; o desembargador Rogério Valle Ferreira foi eleito corregedor por aclamação;  o desembargador Fernando Luiz Gonçalves Rios Neto, eleito vice-corregedor por maioria absoluta.

Em sua manifestação, o desembargador Marcus Moura Ferreira destacou a unidade do grupo, a independência e a valorização da magistratura e a essencialidade da Justiça do Trabalho para a sociedade. Leia o discurso do próximo presidente do TRT-MG na íntegra aqui.

 Nova Administração

O desembargador Marcus Moura Ferreira ingressou na magistratura trabalhista em 1986, por concurso público, e, em 1987, foi  promovido a juiz do trabalho presidente de Junta de Conciliação e Julgamento. Presidiu as JCJs de Cataguases, João Monlevade, 1ª de Betim, 10ª, 13ª e 34ª de Belo Horizonte. Exerceu a presidência da Amatra3 no biênio 1993/1995. Em 2001, foi empossado como juiz do Tribunal, promovido por merecimento. Exerceu o cargo de 1º vice-presidente do TRT-MG no biênio 2012/2013.

Márcio Flávio Salem Vidigal ingressou na magistratura trabalhista em 1989, por concurso público, foi promovido, em 1990, a juiz do trabalho presidente de Junta de Conciliação e Julgamento. Presidiu as JCJs de Teófilo Otoni, 1ª de Uberaba, Bom Despacho, 9ª e 29ª de Belo Horizonte. Em 2006, foi empossado como juiz do Tribunal, promovido por merecimento.Exerceu o cargo de vice-corregedor do TRT-MG no biênio 2012/2013.

Lucilde D'Ajuda Lyra de Almeida ingressou na magistratura trabalhista em 1986, por concurso público, foi promovida, em 1987, a juíza do trabalho presidente de Junta de Conciliação e Julgamento.Presidiu as JCJs 1ª de Uberlândia, Formiga, 12ª e 23ª de Belo Horizonte. Em 2002, foi empossada como juíza do Tribunal, promovida por antiguidade.

 Rogério Valle Ferreira ingressou na magistratura trabalhista em 1989, por concurso público, e, em 1990, foi  promovido por merecimento a juiz do trabalho presidente de Junta de Conciliação e Julgamento. Presidiu as JCJs de Pouso Alegre, Congonhas, Itaúna, 4ª, 15ª e 32ª de Belo Horizonte e ainda foi juiz titular da 37ª VT de Belo Horizonte. Em 2010, foi empossado desembargador do TRT-MG, promovido por antiguidade.

Fernando Luiz Gonçalves Rios Neto ingressou na magistratura trabalhista em 1989, por concurso público, foi promovido por antiguidade, em 1990, a juiz do trabalho presidente de Junta de Conciliação e Julgamento. Presidiu as JCJs de Governador Valadares, Almenara, Itaúna e 13ª de Belo Horizonte e ainda foi juiz titular da 39ª VT de Belo Horizonte. Em 2012, foi empossado desembargador do TRT-MG, promovido por merecimento.

Órgão Especial 

Na mesma sessão, foi definida a composição do Órgão Especial para o biênio 2018-2019: além de quatro  integrantes da nova administração, o órgão será composto por nove desembargadores mais antigos, dentre eles, o presidente eleito Marcus Moura Ferreira e por cinco novos membros eleitos: desembargadores Paulo Maurício Ribeiro Pires, Sércio da Silva Peçanha, José Marlon de Freitas, Emerson José Alves Lage e Juliana Vignoli Cordeiro.

A posse da nova Administração está marcada para o dia 11 de dezembro, às 17h, no Teatro Francisco Nunes, em Belo Horizonte.  Veja a reportagem da TV TRT-MG.

 

Visualizações: