Seminário no TRT aborda Governança Corporativa

publicado 06/12/2018 14:23, modificado 07/12/2018 14:40

800px1_2018__1_SeminarioGovernancaCorporativa_LA.jpg

Fotos: Madson Morais e Leonardo Andrade

O I Seminário Governança Corporativa reuniu magistrados e gestores da instituição durante toda essa segunda-feira (3), em Belo Horizonte. O objetivo do evento foi disseminar conhecimentos na área de governança e contribuir para o sucesso do TRT-MG como uma instituição pública que responda cada vez mais às demandas sociais com ética, transparência e uso eficiente dos recursos públicos. Foram abordados temas como Governança de Pessoas, Gestão de Riscos, Compliance e Governança de Aquisições.

O Seminário foi aberto pelo presidente do Tribunal, desembargador Marcus Moura Ferreira, que destacou, em seu pronunciamento, a relevância cada vez maior do conceito de governança pública no Poder Judiciário.

Segundo ele, o desenvolvimento de estruturas adequadas de governança contribui para reduzir o distanciamento entre os órgãos da Justiça e a população, que espera e demanda dos agentes públicos em geral que se comportem de forma ética, profissional e focada no alcance de resultados alinhados às expectativas sociais. (Veja na íntegra)

A primeira palestra do dia, sobre Governança de Pessoas, foi proferida pelo auditor federal de Controle Externo do Tribunal de Contas da União (TCU) Adriano Cesar Ferreira Amorim. Acompanhe entrevista do palestrante concedida à TV TRT-MG.

Em seguida, servidores do TRT-MG apresentaram o Programa de Governança da instituição, que reúne quatro projetos estratégicos: Governança de Aquisições, Governança em Auditoria Interna, Plano de Gestão de Pessoas 2019/2020 e Gestão dos Riscos Psicossociais no Trabalho.

Gestão de Riscos como Ferramenta para a Governança Corporativa foi tema da palestra proferida por Sandro Tomazele de Oliveira Lima, servidor do TST e membro dos Comitês de Governança das Corporações e de Gestão de Riscos da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Ele demonstrou como a gestão de riscos pode embasar de forma eficiente as tomadas de decisões e auxiliar no planejamento estratégico de uma instituição.

Os trabalhos da tarde tiveram coordenação do diretor-geral, Paulo Sérgio Barbosa Carvalho, e a primeira palestra abordou o tema Compliance: Estratégias e Desafios, exposto pela professora Maria Fernanda Pires de Carvalho Pereira. Ela explicou que compliance significa cumprir a legislação e regulamentação aplicável ao negócio, código de ética e políticas de uma instituição. Depois, ela apresentou meios para o TRT aplicar o conceito.

O auditor de controle externo do TCU, Ítalo Pinheiro de Albuquerque Figueiredo falou sobre Governança de Aquisições. Acompanhe entrevista do palestrante concedida à TV TRT-MG.

Por último, o diretor de Tecnologia da Informação, Gilberto Atman Picardi, e o servidor Fernando Moreira apresentaram o Projeto Governança de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). Também detalharam o planejamento da área e outras iniciativas que contribuíram para a elevação na maturidade do TRT-MG para o nível “Aprimorado” na média geral do Índice de Governança de TIC do Judiciário, utilizado pelo Conselho Nacional de Justiça para monitorar a evolução dos viabilizadores da Governança, Gestão e Infraestrutura dos serviços de TIC no Poder Judiciário.

O Seminário Governança Corporativa, que contou com o apoio da Associação dos Servidores do Tribunal do Trabalho da 3ª Região (Asttter), deverá se repetir no ano de 2019, como informou o gestor do Programa Governança do TRT-MG e responsável pela Gestão de Riscos do Tribunal, o servidor Igor Jones, da Secretaria de Gestão Estratégica.

Galeria de fotos

Visualizações:

Seção de Imprensa imprensa [arroba] trt3.jus.br