TRT-MG adota medidas para reduzir gastos com aluguel

publicado 18/05/2020 17:20, modificado 21/05/2020 09:51

No intuito de economizar recursos para os cofres da União, a administração do TRT-MG tem adotado medidas para reduzir valores gastos pela instituição com aluguel, tanto nas unidades da Justiça do Trabalho no interior quanto na capital.

A principal delas foi a assinatura de um termo de compartilhamento de imóveis com a Receita Federal do Brasil (RFB). A ideia é compartilhar, sempre que houver disponibilidade, prédios próprios de uma instituição em localidade em que outra não os tenha, sem a necessidade de pagamento de aluguel, já que eles pertencem à União.

De início, a assinatura do termo vai possibilitar que as varas do trabalho em Governador Valadares, que estão instaladas em imóvel alugado, passem a funcionar no prédio da Receita Federal no município. Por sua vez, a RFB vai ocupar espaço cedido pelo TRT-MG na cidade de Montes Claros.

Outra medida adotada foi em Araguari, onde, após adequações de engenharia, as duas varas do trabalho passaram a funcionar em prédio próprio do Tribunal. Até então, uma delas estava hospedada em espaço alugado.

Na capital, o Tribunal remanejou serviços alocados em lojas alugadas na Avenida Augusto de Lima para o prédio próprio da Rua dos Goitacazes.

Banner_JT_Nao_Para2.jpeg

Visualizações: