Criado navegador específico para PJe

publicado 20/06/2016 13:10, modificado 20/06/2016 16:10

O acesso ao PJe pode ser facilitado com o uso de um navegador especificamente construído para a utilização do sistema. O aplicativo lançado na última sexta-feira (17) surgiu a partir de uma parceria entre o CNJ e o TJ/RN.

A ferramenta consiste numa versão personalizada do navegador Mozilla Firefox com todos os requisitos para acesso ao PJe, pois não exige checagem da versão de programas, plug-ins e outros softwares. Evita-se, por exemplo, que o usuário precise estar atento à atualização do Java, à configuração do navegador, uma vantagem para quem não tem conhecimento avançado, o que agiliza o trabalho.

Segundo o juiz auxiliar da presidência e gestor de Projetos de Informática do CNJ, Bráulio Gusmão, "a vantagem do Navegador PJe é que ele já vem preparado para o uso do sistema".

O presidente da Comissão Especial de Direito da Tecnologia da Informação do Conselho Federal da OAB, advogado Frederico Preuss Duarte, avaliou positivamente a novidade. Um dos benefícios apontados por ele é que, com a utilização do novo sistema, "as demais configurações do computador dos advogados ficam preservadas, sem que isso influencie no uso do PJe". Para ele, o aplicativo resolve cerca de 60% das dificuldades hoje enfrentadas pelos advogados devido à diferença entre a configuração do equipamento utilizado e a requerida pelo sistema.

Clique aqui para baixar o aplicativo. (David Landau, com informações do CNJ)

Visualizações: