Estudantes de Pará de Minas conhecem TRT3

publicado 11/11/2015 13:48, modificado 11/11/2015 15:48

Na última terça-feira (10), 40 alunos do 8º, 9º e 10º períodos do Curso de Direito da Faculdade de Pará de Minas - FAPAM, acompanhados pela professora Graciane Saliba, participaram do Programa Justiça e Cidadania, do Centro de Memória da Justiça do Trabalho - Escola Judicial.

"É o trabalho uma condição de existência do homem, independente de todas as formas de sociedade, eterna necessidade natural de mediação do metabolismo entre homem e natureza e, portanto, necessidade da vida humana", com essa citação de Karl Marx, na entrada da exposição "Trabalho & Cidadania", começou a visita dos estudantes. Eles tiveram a oportunidade de conhecer a história do Trabalho no Brasil desde a chegada dos portugueses, em 1500.

Os estudantes assistiram a parte da sessão da 5ª Turma, presidida pelo desembargador Márcio Flávio Salem Vidigal e, em seguida, participaram de uma audiência simulada, conduzida pela juíza Ângela Castilho Rogedo Ribeiro.

Estudantes de Pará de Minas conhecem TRT3 (imagem 1)

Apesar da seriedade da atividade, o clima durante a audiência simulada estava descontraído e a magistrada destacou o preparo e participação dos alunos, que a todo momento expunham suas dúvidas e opiniões. Ao fim da atividade, a juíza Ângela Castilho Rogedo Ribeiro abriu espaço para que os alunos dessem suas sentenças e contou casos sobre o falso testemunho.

De acordo com a professora Graciane Saliba, seus alunos queriam conhecer a Justiça do Trabalho e estavam felizes e ansiosos com a oportunidade. "Vou incluir no meu cronograma de aula a visita ao Tribunal, para trazer mais turmas em outros semestres", disse ela.

Estudantes de Pará de Minas conhecem TRT3 (imagem 2)

O Programa Justiça e Cidadania tem como objetivo estabelecer canais de comunicação entre a Instituição e a sociedade, dando a oportunidade aos visitantes de conhecer um pouco da história e do funcionamento da Justiça do Trabalho. A atividade atende escolas da rede pública e privada da capital e do interior do Estado, abrangendo os ensinos fundamental, médio, universitário e supletivo. Interessados em participar podem procurar os responsáveis pelo Centro de Memória, pelo telefone: (31)3215-7919.

(Carolina Lobo - Estagiária)

Visualizações: