Realizada nesta terça última sessão do Pleno no ano

publicado 15/12/2015 16:32, modificado 15/12/2015 18:32
Realizada nesta terça última sessão do Pleno no ano (imagem 1)
Foto: Augusto Ferreira

Na abertura da última sessão do Tribunal Pleno em 2015, realizada nesta terça-feira, dia 15, a presidente do TRT da 3ª Região (MG), desembargadora Maria Laura Franco Lima de Faria, agradeceu o apoio dos desembargadores da instituição recebido por sua administração. Além dos servidores da Casa, a Presidente agradeceu também às parcerias com o Ministério Público do Trabalho - MPT, e com a OAB. A desembargadora lembrou aos demais colegas que, apesar de ser o último Pleno de sua administração, o relatório sobre as realizações de sua gestão está sendo confeccionado e será oportunamente distribuído para todos. E desejou que o primeiro Pleno de 2016, já sob a coordenação do próximo presidente do TRT3, desembargador Júlio Bernardo do Carmo, "seja muito tranquilo, como os nossos foram nesses dois últimos anos".

Votos de Pesar

Na sequencia, a presidente manifestou, na ocasião, votos de pesar pelo falecimento do irmão do desembargador João Bosco Pinto Lara, Gilberto José Pinto; do pai do servidor Mozart Secundino de Oliveira Júnior (4ª turma), senhor Mozart Secundino de Oliveira; e do servidor da Secretaria de Suporte e Atendimento, José Carlos Guimarães de Oliveira Júnior.

Congratulações

Já os votos de congratulações foram para a juíza Martha Halfeld Furtado de Mendonça, titular da 3ª VT de Juiz de Fora, por sua escolha como membro da Corte de Apelação da ONU; à Corregedoria, pela 3ª edição do Programa Boas Práticas; e ao desembargador Anemar Pereira Amaral, que recebeu uma Moção de Aplauso, em Uberlândia, por sua eficiência à frente do "Programa Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho - Trabalho Seguro". A desembargadora Maria Laura também lembrou, "para o orgulho de todos nós", o recebimento do Certificado de Patrimônio Documental da Humanidade, "reconhecimento da UNESCO ao nosso acervo histórico".

A Presidente registrou, ainda, os votos de congratulações à Administração do TST eleita: presidente ministro Ives Gandra Martins Filho; o vice-presidente, ministro Emmanoel Pereira; o corregedor-geral da Justiça, ministro Renato de Lacerda Paiva. "Eles estão de parabéns, e tenho certeza de que, juntamente com o desembargador Júlio Bernardo do Carmo, cuidarão bem da Justiça do Trabalho e darão total apoio ao TRT de Minas".

A desembargadora presidente expressou também votos de agradecimento à Associação Mineira dos Advogados Trabalhistas (Amat) e à OAB, pelo agraciamento, com a Comenda José Cabral, do 1º vice-presidente do TRT3, desembargador José Murilo de Morais; do juiz Nelson Henrique Rezende Pereira, que atua na 41ª VT de BH, e da servidora Cristina Camargos Batista de Oliveira, secretária da 45ª VT de BH. Segundo a presidenter Maria Laura, foi gratificante que estas entidades tenham reconhecido o trabalho realizado pela Justiça do Trabalho, principalmente no 1º grau, "porque ali é que estão os verdadeiros embates". Para ela, a homenagem confirma o resultado da pesquisa de satisfação realizada pelo TRT3 na sua administração, quando se constatou que "o jurisdicionado e os advogados se sentem muito satisfeitos com os servidores que trabalham nas varas".

O desembargador Fernando Luiz Gonçalves Rios Neto também propôs votos de congratulações à servidora Sarah Bonaccorsi Golgher, sua assistente, por ter sido aprovada em primeiro lugar no Concurso de Juiz Substituto da 1ª Região, Rio de Janeiro. A presidente parabenizou a servidora e o desembargador, "por ser seu mentor intelectual", e frisou que o exemplo serve de incentivo, pois "a carga enorme de trabalho dos servidores não exclui a possibilidade de aprovação em outros concursos públicos".

MPT

Por parte do Ministério Público do Trabalho houve manifestação por parte da procuradora Sônia Toledo Gonçalves. Falando em nome dos demais procuradores de Minas, prestou homenagem aos desembargadores Emilia Faccini, José Murilo de Morais, Denise Alves Horta e Luiz Ronan Neves Koury, membros da atual administração, "pelo sucesso na gestão à frente deste Tribunal, gestão que se encerra por agora". A procuradora registrou especial agradecimentos, à desembargadora Maria Laura Franco Lima de Faria "pela profícua parceria que se estabeleceu nestes últimos dois anos".

Corregedoria

A Corregedora do Tribunal, desembargadora Denise Alves Horta, fez uma exposição ao Tribunal Pleno sobre o trabalho da Corregedoria e da Vice-Corregedoria que irão apresentar, oportunamente, um relatório de gestão. "Entretanto - disse -, no último Pleno da atual gestão, não poderíamos deixar de retratar resumidamente o que representou para nós, corregedor e vice-corregedor, o exercício da Corregedoria no último biênio", quando, segundo ela, enfrentaram "o honroso desafio, fruto da confiança que os pares nos depositaram, e que representou um período gratificante, fazendo significativa diferença em nossa experiência de vida e de exercício profissional".

A desembargadora ressaltou que a Corregedoria procurou desempenhar a missão institucional a ela destinada "com o rigor indispensável ao exercício de função pública, na dimensão exigida por uma Corregedoria Regional no âmbito do respeitável Tribunal do Trabalho mineiro. Ela ressaltou ainda que, "abrangente e rico em conhecimento em possibilidades, o desenvolvimento das atividades da Corregedoria revelou a necessidade de um olhar correcional amplo, em permanente movimento para que a prestação jurisdicional ocorra de um modo mais próximo daquele esperado pela sociedade, não obstante as dificuldades e necessidades vivenciadas pelos juízes e servidores, nem sempre passíveis de ser ultrapassadas e satisfeitas, mas que podem e devem ser enfrentadas e contornadas". (Solange Kierulff)

Clique aqui para ler a íntegra do discurso.

Visualizações: