CNJ prepara estratégias para divulgar conciliação

publicado 30/09/2010 15:16, modificado 30/09/2010 18:16

De 29 de novembro a 3 de dezembro deste ano, será realizada a VI Semana Nacional da Conciliação . O Movimento pela Conciliação teve início em 2006, por iniciativa do Conselho Nacional de Justiça, com o objetivo de transformar, com o diálogo, a cultura da litigiosidade. A partir de então, todos os tribunais do país passaram a se empenhar na solução conciliada dos processos.

Para discutir estratégias unificadas de divulgação da VI Semana, assessores de comunicação dos tribunais de todo o país e do CNJ reuniram-se, nesta quinta-feira, dia 30, com a conselheira Morgana Richa, presidente da Comissão de Acesso à Justiça e Cidadania do CNJ, no plenário do Conselho, em Brasília. Para a conselheira, a semana é uma ação importante, pois, no período são realizadas milhares de audiências, com a concretização de expressivo número de acordos.

Morgana Richa anunciou que algumas ações serão implantadas neste ano em prol do movimento, como a viabilização de cursos de capacitação para magistrados com foco direcionado para a conciliação, por meio de convênios entre o CNJ, a Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de magistrados (Enfam) e a Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados do Trabalho - Enamat. Além dos juízes, os servidores também receberão treinamentos. Para isso, será feito um Termo de Cooperação Técnica com as escolas nacionais e com os tribunais, objetivando a formação de multiplicadores.

A Juíza Adriana Goulart de Sena, da 35ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte, participou da reunião como membro representante da JT no Comitê Gestor da Conciliação no CNJ e coordenadora da Semana de Conciliação do TRT da 3ª Região. Com o lema “Conciliar é Nossa Missão”, o TRT-MG participa, desde 2006, do movimento do CNJ. Nas cinco edições da Semana da Conciliação, a Justiça do Trabalho mineira alcançou números expressivos de acordos em todo o estado. (Fonte: Agência CNJ)

Visualizações: