Você está aqui: Início / Notícias / Comunicação / Notícias Institucionais / Importadas - 2011 a 2012 / Alunos do Colégio Loyola assistem à apresentação teatral sobre conciliação

Alunos do Colégio Loyola assistem à apresentação teatral sobre conciliação

publicado 08/11/2011 15:00, modificado 08/11/2011 17:00
Varas de João Monlevade realizam acordo na V Semana da Conciliação (imagem 1)

A Trupe a Torto e a Direito se apresentou, nesta terça-feira, no Teatro Padre Francisco Rigolin, no Colégio Loyola, com a peça "A mala", uma abordagem sobre o tema bullying. O espetáculo lúdico com duração de aproximandamente 30 minutos, tem texto e direção de Fernando Limoeiro.

A apresentação, feita para alunos do 8º Ano do Ensino Fundamental, integra as ações do TRT-MG nas instituições que participam do Concurso de Teatro sobre bullying nas escolas. O objetivo é promover o debate do tema no meio estudantil e incentivar a busca por soluções dialogadas, conscientes e democráticas para os problemas ocorridos no ambiente escolar, além de contribuir para o desenvolvimento de uma cultura voltada para a paz social.

Alunos do Colégio Loyola assistem à apresentação teatral sobre conciliação (imagem 2)
Fotos: Leonardo Andrade

Para o diretor acadêmico do Loyola, Cícero Soares da Silva, a parceria com o TRT de Minas enriquece a formação do grupo de estudantes que vai participar do concurso. "Este trabalho é um forte instrumento para fazer com que o aluno receba a informação de forma direta e nada melhor do que a arte para filtrar a mensagem, por isso, além do discurso, da palestra, o teatro funciona como um mecanismo de filtragem da mensagem". Ele explica que o discurso é incorporado como forma racional, mas nem sempre é absorvido totalmente pelo aluno, por isso a esquete com o tema chega mais rápido ao entendimento dos adolescentes que se identificam com a arte.

Além da parceria com o TRT, segundo o coordenador do 8º ano, Ennio Alberto Filho, o Loyola desenvolve projetos de humanização que levam o aluno a se reconhecer no outro. "Esta parceria com o TRT vem somar ao nosso currículo humanizador, uma vez que desenvolvemos experiências vivenciais com os alunos, por meio de visitas aos asilos, creches, casas de recuperação de dependentes químicos, e também à Assembleia Legislativa e ao Tribunal de Justiça".

O tema bullying coincide com o lançamento, pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), de campanha e cartilha para ajudar pais e educadores a prevenir e enfrentar esse tipo de violência na comunidade e na escola.

A trupe, formada pelos estudantes dos cursos de Direito, Psicologia e Teatro, se apresentou com os seguintes integrantes: Deborah Oliveira, Lívia Bastos Lages, Rayane Martins, Max Hebert, Pedro Wailler, Gláucia Silvério e Fernanda Toledo. O gupo faz parte do programa Pólos de Cidadania da UFMG que visa implementar os direitos humanos em comunidades que têm histórico de exclusão e vulnerabilidade social e, segundo Deborah Oliveira, o teatro é uma ferramenta muito importante para a mobilização social. "Dentro da proposta da semana da conciliação, o teatro é um importante instrumento para transmitir aos estudantes, de uma forma lúdica, o que não foi entendido com as palestras". (Márcia Barroso)

Visualizações:

Pesquisar

Pesquisa de notícias.

/ /  
/ /