Descarte virtual fecha semana de organização do ambiente de trabalho no TRT

publicado 18/02/2011 06:13, modificado 18/02/2011 08:13

TRT-MG padroniza uso de papel reciclado (imagem 1)

Será encerrada nesta sexta-feira, 18 de fevereiro, a Semana do Descarte e Organização, dedicada ao incentivo da organização do espaço de trabalho na Instituição. A campanha incentiva os servidores a manter, no ambiente funcional, apenas os objetos e dados realmente necessários à execução das atividades diárias. O Dia do Descarte foi implantado no Tribunal atendendo a uma recomendação do então Corregedor-Geral da Justiça do Trabalho, ministro João Oreste Dalazen, constante no item nº 6 da Ata de Correição realizada no período de 16 a 20 de junho de 2008, e vem sendo repetido anualmente.

Em 2011, a Comissão Permanente de Gestão Ambiental do TRT da 3ª Região, que coordena o evento, traçou um cronograma para facilitar a realização do descarte, sugerindo a divisão das tarefas de acordo com cada dia da semana. Hoje, último dia da campanha, os servidores fazem o descarte virtual, limpando programas de computador e arquivos obsoletos ou repetidos, e-mails desatualizados ou pessoais, propagandas e spams, além de contabilizar o número de sacos de lixo e de material reciclado para preencherem o Relatório de Descarte.

O descarte na semana

Durante toda a semana os servidores prepararam o lugar do descarte e organizaram armários, arquivos, estantes, gavetas, copa e cozinha. Equipamentos e utensílios foram devolvidos ou encaminhados à reciclagem, assim como papéis desatualizados foram destinados para rascunho ou doação. Os servidores também aproveitaram a ocasião para descartar objetos pessoais em desuso ou esquecidos nas gavetas, enviar os cartuchos de impressora vazios ao Arquivo-Geral e encaminhar equipamentos e mobiliários danificados para manutenção.

Semana do Descarte no TRT-MG consolida participação na capital e interior (imagem 2)
Recursos Humanos

Um dos setores no Tribunal que se empenharam no descarte foi a Diretoria de Recursos Humanos. De acordo com Telma de Oliveira, coordenadora do descarte da unidade, este ano o material descartado não chegou a ser significativo, pois desde o início da campanha os servidores se acostumaram a fazer periodicamente a limpeza dos arquivos e a descartar materiais não mais utilizados. "No primeiro ano da campanha tinha muito material descartável, mas agora a diretoria incorporou a prática e muita coisa já foi encaminhada para reciclagem ou para o aquivo", diz Telma.

Mesmo assim, os servidores das subsecretarias da Recursos Humanos se organizaram, consultaram o Manual do Descarte e deixaram o ambiente de trabalho organizado e desimpedido de objetos e papéis sem serventia, e que tanto atrapalham o bom andamento do trabalho diário. (Solange Kierulff/ Foto: Leonardo Andrade)

Visualizações:

Seção de Imprensa imprensa [arroba] trt3.jus.br